Mitologia Grega: CICLOPES

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mitologia Grega: CICLOPES

Mensagem  mara em Qua Jul 30, 2008 5:41 pm

CICLOPES

Segundo as lendas gregas mais antigas, os ciclopes eram gigantes dotados de extraordinária força física e com um único olho no centro da testa, como diz seu nome (ciclos, círculo, e ops, olhar). Eles aparecem na literatura, pela primeira vez, numa passagem da Odisséia , de Homero onde são descritos como canibais, filhos de Posseidon, o deus das águas, vivendo exclusivamente dos produtos da terra ou dos seus rebanhos, desconhecendo assembléias e leis, habitando os bosques e vivendo como selvagens na ilha da Trinácia, provavelmente a Sicília, sem o menor temor em relação aos deuses e aos homens.

Para o poeta e escritor Hesíodo, eles eram filhos de Urano e de Geia, tendo sido expulsos do céu pelo titã Cronos quando este destronou Urano, e em seguida encerrados em subterrâneos do mundo inferior, mas que ao serem libertados por Zeus (Júpiter) o auxiliaram a derrotar uma raça de gigantes, forjando os raios para ele. Outra versão diz que Júpiter os lançou no Tártaro tão logo nasceram, mas em seguida libertados pelo deus, a pedido da Terra (Geia, Gaia). Vulcano (Hefesto) os associou ao seu trabalho e então eles passaram a morar ora na ilha de Lenimos, ora na Sicília, sob o Etna. Diz a lenda que quando o herói Ulisses foi aprisionado na caverna do ciclope Polifemo, só conseguiu escapar porque o cegou depois do monstro ter devorado vários dos seus homens.

Sobre essa passagem, a Odisséia, de Homero, relata que Polifemo, filho de Netuno (Posseidon) e da ninfa Toosa, era o mais célebre dos ciclopes. Quando Ulisses e seus companheiros foram parar nas costas da Sicília levados por uma das muitas tempestades que os atingiram, abrigaram-se inadvertidamente na caverna onde a terrível criatura costumava descansar, e esta, ao descobri-los, os encerrou naquele lugar úmido e enfumaçado juntamente com alguns carneiros, vedando a saída por meio de uma pedra tão grande e pesada que os prisioneiros não conseguiam movê-la. Mas Ulisses era um homem esperto: dizendo chamar-se Ninguém ele distraiu o ciclope com a narração do cerco de Tróia, e enquanto falava fê-lo beber tanto vinho que este ficou em-briagado. Então, aproveitando a oportunidade, Ulisses e seus companheiros vazaram o olho do carcereiro com uma estaca afiada. Ferido, o ciclope urrou de dor, e quando os outros monstros chegaram e perguntaram quem tinha feito aquilo, ouviram do gigante cego que tinha sido Ninguém, e por isso foram embora, julgando que ele tinha enlouquecido. Ulisses ordenou aos seus companheiros que se amarrassem sob os carneiros para que não fossem percebidos quando tentassem escapar, e foi assim que voltaram à sua embarcação com a perda de apenas quatro parceiros.

Os gregos atribuíam aos ciclopes grande capacidade inventiva e extrema habilidade artesanal, como a fundição do bronze e o fabrico de armas com este metal. Também eram excelentes quanto à construção de muralhas que ficaram conhecidas como ciclópicas, porque alcançavam nada menos que 7 a 8 metros de altura por 17 a 18 metros de espessura, como se pode ver nas ruínas de Tarento, Micenas e outras cidades, feitas com blocos monolíticos de granito, medindo 3 metros de comprimento por 1,5 de espessura, cujas origens parecem remontar aos séculos 20 a 15 a.C.. Para a maioria dos mitólogos, os ciclopes são a personificação dos que trabalhavam nas industrias extrativas dos minérios e usavam uma lâmpada na testa ou na cabeça, daí se originan-do a lenda.

Alguns autores atribuem a eles o controle dos fenômenos atmosféricos e a erupção dos vulcões, além de presumir que trabalharam como ferreiros para Hefesto, habitaram o monte Etna e as profundezas vulcânicas e realizaram importantes trabalhos para os deuses. Segundo uma das lendas que a eles se referem, os ciclopes foram mortos por Apolo, que para vingar o filho Esculápio, fulminado por Júpiter, eliminou-os todos a flechadas.

São comuns as representações desses personagens míticos nos vasos e baixos-relevos antigos; nas pinturas de Pompéia, são representados com os raios próprios dos deuses. Ele são considerados os primeiros habitantes da Sicília, e seus principais indivíduos eram Brontes; Esteropes e Piracmon, ou Arges. (
FERNANDO KITZINGER DANNEMANN)

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mitologia Grega: CICLOPES

Mensagem  Manto Negro em Qui Jul 31, 2008 9:04 am

Tenho a Historia onde Ulisses derrotou o ciclope! É uma de minhas preferidas! E quando contei aos meus alunos( ma minha época de professora) eles adoraram!!! :study:

Manto Negro

Número de Mensagens : 2868
Idade : 40
Location : Santa Tereza de Goiás- GO
Data de inscrição : 26/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum