A SAGA - I-19 - The Honey Offering

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A SAGA - I-19 - The Honey Offering

Mensagem  Myriam Castro em Dom Mar 01, 2009 8:55 am




Capturas muito gostosas com Dylan se vestindo e começa aqui:
http://s392.photobucket.com/albums/pp5/galeria_andromeda_saga/?action=view¤t=1189_cap001.jpg

I – 19 - THE HONEY OFFERING
A OFERENDA DE MEL

História original de Matt Kiene e Joe Reinkemeyer

“O inimigo do meu inimigo, ainda é meu inimigo.”
Drago Museveni - CY 8427


Uma misteriosa e bela guerreira Nietzschean se preparava para mais uma batalha, separando armas mortíferas e venenos ...
Dylan corria pelos corredores da Andrômeda, e Tyr juntou-se a ele no exercício. O Nietzschean conversava sobre o tratado entre dois dos clãs mais poderosos: os Sabra e os Jaguar, que seria celebrado com o casamento de uma das filhas do Alfa Sabra com Charlemagne Bolívar, o Alfa do clã Jaguar. Isso ia significar um grande avanço na unificação dos clãs, e Dylan bem que podia oferecer-se para levar a noiva ... pedindo algo em troca, como, por exemplo, a libertação de alguns sistemas. Dylan pareceu gostar da idéia.
Mais tarde, ao sair do chuveiro, Dylan encontrou Rev, e supôs que o Magog ia lhe dizer para esquecer seus preconceitos, mas, surpreendentemente, o velho monge o advertiu que ficasse cauteloso com certas “serpentes Nietzscheans”.
E assim, ao chegar ao mundo natal dos Sabra, Dylan disse que em troca da escolta da noiva, queria a libertação dos sistemas Schoppenhauer e Enkindu, para que eles pudessem assinar a Carta da Nova Comunidade, se quisessem. Os Sabra concordaram sem muitos problemas, e logo a noiva chegou ...
Seu nome era Elssbeth Mossadim, era bela, altiva e elegante, mas um tanto arrogante. Dylan havia preparado uma recepção formal para ela, mas ela, ao dar de cara com a tripulação tão heterogênea da Andrômeda, e supondo que Tyr fosse o comandante – pois ele se adiantara para recebê-la no hangar – fez pouco-caso de todos, chamando Trance de “macaquinha roxa” e dizendo a Rev que “matava Magogs por esporte”. Quando ela se retirou para os aposentos a ela reservados, Dylan aproximou-se de Tyr e perguntou-lhe quando ia dizer a ela que ele, Dylan, era o Capitão ...
Logo o clima a bordo ficou bastante desconfortável, pois Elssbeth tratava a todos como “escravos”, e, não gostando dos aposentos que lhe deram, exigiu que transformassem o Deck de Observação em alojamento de luxo para ela (modesta a moçoila, não é? N. da T.)
Tyr foi conversar com ela, e achava que ela, sendo tão especial, não deveria se casar com alguém como Charlemagne Bolívar, que ele considerava “um fraco” ... e ela, ao saber que ele pertencia ao extinto clã Kodiak, replicou que o fraco era ele ... pois o clã se deixou eliminar por não ser “puro”. Mas Tyr, impassível, acrescentou que se ela quisesse, descobriria que ele não era tão fraco como ela supunha ...
E Trance estava xeretando as coisas de Elssbeth, quando foi surpreendida por esta, e se assustou. Dylan vinha chegando, e viu Trance correndo. Elssbeth estava furiosa com a “invasão”, e Dylan desculpou-se por Trance, que era jovem e “inocente”. O alarme soou, e Dylan mandou confinar Elssbeth por segurança, e foi para a Ponte.
Na tela principal, via-se uma flotilha com a assinatura dos Nietzscheans Drago-Kazov, que mantinha a Andrômeda cercada. O comandante, o Marechal Kuchulain Nez Pierce, exigia que Dylan lhe entregasse Essbeth. É claro que Dylan recusou. E quando foi procurar Elssbeth, descobriu que ela fugira. Resolveu então, levá-la em segredo, a bordo da Eureka Maru, enquanto seu pessoal simulava um motim a bordo, para fazer com que Kuchulain acreditasse que Elssbeth tomara o comando da Andrômeda e ia atacar os Drago-Kazov. Os Nietzscheans engoliram a história – Beka e os outros fizeram uma encenação magistral!
Enquanto a flotilha de Kuchulain brincava de “gato-e-rato” com a Andrômeda, a Eureka Maru conseguiu passar despercebida, e seguiu na direção do porto de Ske-var-ten.
Durante a viagem, Dylan descobriu que Elssbeth na verdade era uma matadora altamente treinada, cuja missão era eliminar Bolívar ... e tentou fazê-la desistir. Chegou mesmo a entrar em luta corporal com ela, ambos constatando cada um que o outro era excelente lutador – Elssbeth chegou a perguntar se Dylan não era meio Nietzschean, ao que ele respondeu que não – até que, ao golpear na direção dele com um chicote monomolecular, abriu um rombo no casco da nave, e a descompressão ia matá-los a ambos, se Dylan não conseguisse fechar o buraco com uma soldagem. Mas, assim que terminou a tarefa, Elssbeth prendeu algemas-G em seus pulsos e tornozelos, e ao acioná-las, Dylan ficou “ancorado” no chão. Além disso, ela disse que essa arma também dava choques dolorosos, e fez-lhe uma demonstração ...
Enquanto isso, Kuchulain estava encurralando Andrômeda próximo de seu território, mas logo Beka descobriu que as mensagens dele estavam muito repetitivas, e que isso era sinal de que havia algo estranho. Harper detectou que eram apenas drones, e a Andrômeda fez meia-volta, afastando-se dali.
Mais tarde, em Ske-var-Ten, Elssbeth desembarcou ostentando Dylan como seu escravo, e escolheu uma suíte de luxo. Porém, um espião os vira chegar ...
Na suíte, Elssbeth libertou Dylan e disse que ele podia ir embora ... mas ele ficou, e tentou convencê-la a desistir de matar Bolívar. Ela então contou sua história: Era considerada tão valiosa pelo seu clã, que até seus óvulos tinham sido congelados como medida de segurança. E desde tenra idade vinha sendo treinada para essa missão, onde outros antes dela tinham falhado. Ela parecia melancólica, e Dylan reconheceu que sua vida devia ter sido muito solitária. Ela confirmou, mas disse que tinha gostado muito dos dias em que ficara na Andrômeda. Permitia que ele fosse embora, mas ao mesmo tempo, pedia-lhe que ficasse ... só mais uma noite. Dylan disse que ficaria, e a beijou, e eles acabaram dormindo juntos ...
Na manhã seguinte, ao acordar, Dylan viu Elssbeth com uma arma apontada para ele ... ela afirmou que ele não ia impedi-la de cumprir sua missão. Foi então que a porta do apartamento veio abaixo, derrubada por guerreiros Drago-Kazov, que vieram atrás deles. Dylan e ela lutaram lado a lado – ela cortou um dos soldados ao meio com um golpe do chicote - , e conseguiram fugir.
Uma vez no espaço, viram a Andrômeda, que vinha na direção deles, mas Dylan ordenou que se mantivesse à distância. Em seguida, comunicou-se com a frota dos Jaguar, informando que a futura Arquiduquesa estava em perigo, e que eles deviam atacar imediatamente. E enquanto a Maru seguia a salvo para o planeta dos Jaguar, a flotilha de Kuchulain foi cercada pelas forças combinadas dos Sabra e Jaguar.
Dylan então disse a Elssbeth que a escolha era dela ... prosseguir sua missão, ou aliar-se a outro clã poderoso e assim poder sobrepujar seus inimigos. Ela pensou um pouco ... e pediu a Dylan que seguisse para o planeta dos Jaguar, onde seu futuro marido a aguardava ... e observando como Dylan era astuto – segundo ela, até demais, para um humano. Ele sorriu.
Mais tarde, Dylan recebeu uma mensagem dela, dizendo que tudo correra bem, e que ele, Dylan, se tornara odiado, mas também muito respeitado pelos Nietzscheans ... e se despediu informando que acabava de cumprir sua parte no acordo: os sistemas Schoppenhauer e Enkindu, cuja independência Dylan requisitara, já estavam livres.


Última edição por Myriam Castro em Qua Dez 15, 2010 6:48 pm, editado 1 vez(es)

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - I-19 - The Honey Offering

Mensagem  Myriam Castro em Dom Mar 01, 2009 9:08 am

Eu achei esse episódio muito interessante.
Podemos reparar que Dylan já "pegara o espírito da coisa", e só concordava em assumir certos riscos, se fossem considerados também seus termos. Ele já entendera que, naqueles tempos, ou agia dessa maneira, ou não conseguiria levar adiante seu audacioso projeto.
Aprendera a negociar ...
E mostrava mais uma vez o dom que mais tarde contribuiria para torná-lo imbatível: a astúcia.

Por outro lado, estava ficando também um pouco mais "solto" ... não deixava "passar batido" um rabo-de-saia ... ainda que fosse Nietzschean! :leech:

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - I-19 - The Honey Offering

Mensagem  mara em Dom Mar 01, 2009 2:23 pm

Essa mulher é o cúmulo, não? Mas também se deixou sacrificar pela causa de seu povo. Dylan usa muito bem seus dotes de negociador.
Dylan vai ficando mais solto mesmo, querida...:whistle:
Valeu, Myriam, como sempre!

Kevin, numa entrevista da época, disse que achava que Dylan não devia ter feito sexo com ela, pois ela era uma assassina.

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - I-19 - The Honey Offering

Mensagem  Myriam Castro em Dom Mar 01, 2009 3:22 pm

É verdade, ele correu um grande risco ...
Ela podia tê-lo matado, já que fora criada para ser completamente desprovida de compaixão.
Ela era uma profissional ... e poderia pilotar ela mesma a Maru, até chegar ao seu alvo: o Alfa do clã Jaguar.

Talvez Dylan quisesse mostrar a ela que ela era, acima de tudo, uma mulher, e que devia ter um pouquinho de amor ainda em seu ser, o suficiente, pelo menos, para pensar no seu povo.

E, tem razão, Mara ... as capturas estão uma delícia! ... :lick:
Dylan estava simplesmente maravilhoso! (Novidade ...)

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

One of my faves

Mensagem  Hercules.Hunt em Seg Jul 26, 2010 3:46 am

The Honey Offering is one of the best Androm episodes ever The Neitzian (I know I miss spelled) princess or queen is a force to be reckoned with. I love the way Dylan manages to "tame" her with his charms


Este episódio é um dos melhores! A princesa nietschzean é forçada a considerar suas opções. Adoro o jeito como Dylan a manobra com seu charme!

Hercules.Hunt

Número de Mensagens : 73
Location : Toronto Ontario Canada
Data de inscrição : 10/07/2008

Ver perfil do usuário http://www.youtube.com/herculeshunt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - I-19 - The Honey Offering

Mensagem  Myriam Castro em Seg Jul 26, 2010 8:55 am

Absolutely ...
Here in Brasil we have a popular saying that means something like
"Make love, don't make war!"


Com certeza ...
Aqui no Brasil, temos um dito popular que significa algo como
"Faça amor, não faça a guerra"!


Última edição por Myriam Castro em Ter Out 05, 2010 11:01 pm, editado 1 vez(es)

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - I-19 - The Honey Offering

Mensagem  mara em Seg Jul 26, 2010 10:19 am

Ditto, darlings! I do agree, HH!
Muito bem, queridas!

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - I-19 - The Honey Offering

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 11:20 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum