A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Mensagem  Myriam Castro em Seg Jul 20, 2009 3:23 pm



III - 05 - THE LONE AND LEVEL SANDS
SOLITÁRIAS E PLANAS AREIAS


As capturas começam aqui:
http://s392.photobucket.com/albums/pp5/galeria_andromeda_saga/?action=view&current=305_cap000.jpg

História original de Aslhey Miller e Zack Stentz

“Mais do que uma simples nave de exploração, a Belerofonte mobilizava o último grande esforço da Humanidade através da nossa própria solidão.”

Dr. Paul Museveni (pai de Drago Museveni),
“A Costa Remota” - CY 8401


Dylan, Tyr, Rommie e Harper retornavam, a bordo da Eureka Maru, de uma missão executada com sucesso, quando foram atacados por naves Ogami (espécie feroz que vivia da pirataria).
E de repente surgiu uma nave desconhecida, tão grande como a Andromeda, que abateu algumas das atacantes e arrastou a Maru para os seus hangares.
Quando fazem contato, Harper reconhece aquela nave como sendo a belerofonte, uma embarcação antiga da Terra, que fora dada como desaparecida há séculos.
A princípio, o comandante, um certo capitão Metis, não permitiu que Dylan e sua equipe o ajudassem a combater os piratas ou dessem palpites, mas logo o inimigo abordou a nave, e Dylan e os seus foram forçados a ajudar, pois perceberam que com armas inferiores a tripulação da Belerofonte jamais conseguiria vencer.
Rapidamente conseguiram rechaçar os invasores, e ao ver Rommie em ação, derrubando com destreza um grande número de invasores, Metis ficou impressionado, e perguntou a Dylan o que era aquela mulher. Dylan respondeu, sem esconder o orgulho, que “é uma nave de guerra, e às vezes pode ser um tanto temperamental”.
Quando Metis, grato, perguntou o que eles queriam pedir em troca, Dylan lhe disse que o gerador de turbilhão da Maru estava danificado, e o outro, mesmo sem entender muito o que vinha a ser isso, os encaminhou para sua equipe de reparos para tentar ajudá-los. Descobriram então, que o nível de desenvolvimento tecnológico da Belerofonte era muito atrasado em relação ao da Andrômeda – ela não tinha, por exemplo, capacidade para voar a velocidades superiores à da luz. O engenheiro-chefe de Metis, conversando com Harper, ficou admirado com o conhecimento do colega, e mais ainda quando ele falou, com naturalidade, que em turbilhão se era capaz de viajar de uma galáxia a outra em poucas horas. E quando Harper mencionou o que aconteceu com a Terra – o planeta fora invadido pelos Magogs e logo depois pelos Nietzscheans Drago-Kazov, que tomaram posse dali desde então. O colega, aflito, sentiu necessidade de ir em socorro de seu planeta natal, mas Harper explicou que não teriam a menor chance contra os Drago-Kazov; só a tecnologia da Comunidade era capaz de lhes dar combate. O rapaz ficou pensativo, e Harper percebeu que estavam longe da terra há tanto tempo, que nem sabiam o que andou acontecendo ...
Enquanto isso, Metis ficou outra vez impressionado quando Dylan contou sua história ... tendo ficado 300 anos “congelado” na singularidade de um buraco negro, ao retornar encontrou o caos e descobriu que tudo o que conhecera se fora para sempre; e, sozinho com sua nave e um pequeno grupo de valorosos voluntários civis, resolveu reconstruir tudo ... e estava conseguindo. Dylan sorriu. Imaginou como Metis reagiria se visse a Andrômeda ...
E por falar nela, Beka e Trance, vendo que haviam perdido o contato com os outros, estavam rastreando todo o espaço ao redor da nave, saltando de turbilhão em turbilhão, em busca dos companheiros. Uma coisa era certa: eles estavam vivos, pois Andrômeda continuava operacional – ela saberia imediatamente e poderia até se descontrolar se Dylan morresse, já que era conectada a ele pelo implante neural que ele tinha na região da nuca.
Dylan terminou seu relato argumentando que Metis agora já sabia por que ele precisava retornar para sua própria nave. Mas parecia que Metis tinha outros planos ...
Mais tarde, a bordo da Maru, Dylan estava em reunião com seus companheiros, todos tentando encontrar um meio de sair daquela situação. Metis tinha lhes dado duas opções: ou ficavam com eles, ou os deixaria em algum planeta próximo onde poderiam viver sem “problemas”. Dylan não aceitava a idéia de ficar sem Andrômeda, longe de sua missão e de seus amigos, e ficar na Belerofonte nem pensar ... e todos concordavam com ele. Parecia que Metis estava completamente fora de seu tempo, como se tivesse passado por alguma forma de distorção temporal, e o pior era que não aceitava quaisquer mudanças.
De repente, a Primeira-Oficial da Belerofonte, Nadya, os interrompeu entrando na sala, e revelou a eles que Metis estava mentindo. Ele tinha meios de ajudá-los, mas não queria por receio de perder o controle e a autoridade. Ela viera propor um acordo: se Dylan a ajudasse a derrubar o tirano em um motim, ela lhes daria o que precisavam.
Embora, como soldado, Dylan fosse a princípio contra esse tipo de coisa, ele ponderou que a situação estava ficando complicada, e ele tinha que usar do bom-senso. Assim, resolveu usar de astúcia. Concordou com ela, e montou um plano com sua equipe.
Algum tempo depois, Rommie se aproximou de Metis, que estava de fato impressionado, pois nunca tinha visto um andróide tão sofisticado. Ela logo lhe disse que não era única, havia na Comunidade muitos outros como ela, servindo em geral como ajudantes-de-ordens dos comandantes das naves Classe Herança. Quando Metis a convidou para ficar com ele, ela recusou, dizendo que seu lugar era com Dylan, pois era sua nave. Disse ainda que ele, Metis, não tinha o direito de reter Dylan ali ... ele era fundamental em seu próprio Universo, que entrou em colapso quando ele ficou preso no buraco negro. E se despediu advertindo-o de que Dylan jamais permitiria que as coisas saíssem do seu controle ... não sem antes se apoderar de um pequeno objeto que Metis tinha no bolso, sem que ele percebesse.
Começou então um jogo duplo, Dylan atiçando ambas as partes, afirmando para cada uma que estava ao lado dela.
Mais tarde, Tyr e Rommie descobriram, escondido num dos hangares da Belerofonte, um Slipfighter (!!) um pouco danificado, mas em condições de fornecer o gerador de turbilhão de que eles precisavam. Quando Dylan tomou conhecimento do fato, foi atrás de Metis para lhe pedir satisfações, e aproveitou para lhe avisar de um motim.
Após breve impasse, durante o qual Metis esteve a ponto de matar Nadya, Dylan lhe disse para reconsiderar sua real missão, liberando aqueles que desejassem deixar suas fileiras. Lembrou-lhe sua própria vida ... passara de uma tripulação de mais de 4000 para apenas 6 – e estava conseguindo mudar o Universo.
Metis os liberou, e, finalmente, com o gerador de turbilhão da Maru já funcionando, Dylan e os seus partiram.
Logo foram localizados pelos sensores de Andrômeda, e retornaram ao seu “lar”.
Mais tarde, no Deck de Observação, Dylan conversava com Rommie, dizendo que até sentia um pouco de inveja de Metis, pois enquanto ele sempre servira como soldado, o outro explorava as incontáveis maravilhas do Universo ... Ele propôs, então, que “quando tivessem reedificado o castelo e matado os dragões”, eles partissem, só eles dois, pelo espaço afora, apontando a proa na direção de um estrela e seguindo para lá, só para ver o que iam encontrar ...
Ela sorriu e topou.


Eles ainda não sabiam, mas em um futuro próximo iria acontecer exatamente isso.
Dylan e Andrômeda iam mesmo partir, porém não como exploradores das estrelas, e sim como restauradores, no fulgor colorido do portal inter-dimensional da Rota das Eras ...
Esse era o seu destino.

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Mensagem  Myriam Castro em Seg Jul 20, 2009 3:38 pm

Um episódio intrigante ...
Foi outra rara referência à Terra, origem da Belerofonte e sua tripulação, e que, à época em que entraram em contato com Dylan e seu pessoal, estavam ainda claramente atrasados tecnologicamente. Não admira que o planeta tenha caído sob o jugo dos Magogs e dos Nietzscheans ...
O tal Capitão Metis parecia ter se tornado uma espécie de "alienado", pouco se importando com o contexto daquele Universo ou com a Queda da Comunidade, e fechando-se num "casulo" dentro de si mesmo. O pior, era que ele também tinha condenado sua tripulação ao completo "isolamento".
Engraçado, Dylan conversar com ele "de um louco para outro".
E curioso também, ele comentar com Rommie que chegava a ter uma certa inveja do outro, que era "livre para vagar pelas estrelas" ... mas, na verdade, Metis era exatamente o contrário: um escravo de si mesmo e de uma missão que já não fazia o menor sentido.
Achei interessante Dylan fazer um paralelo de sua tarefa como "reedificar o castelo e matar os dragões" ... é, havia mesmo muitos "dragões" para eliminar!

Na Mitologia Grega, Belerofonte foi um herói que matou um monstro conhecido como Quimera, que tinha três cabeças, cada uma de um animal (não me lembro exatamente quais).

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Mensagem  Convidad em Seg Jul 20, 2009 11:37 pm

As 3 cabeças de Quimera eram de leão, dragão e cabra. Há alguns relatos que dizem que era um monstro com 2 cabeças e em outros ele aparece com só com 1 cabeça de leão e cauda de serpente. Mas a versão das 3 cabeças é a mais conhecida mesmo, Myriam.
E Belerofonte era o dono de Pégaso, o cavalo alado.
Obrigada pelo resumo, Myriam. Aguardando as capturas "UAU", que a Mara vai postar...!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Mensagem  mara em Ter Jul 21, 2009 12:42 pm

Obrigada pela confiança, Carmen, vocês são uns amores! :kisss:
É um episódio intrigante mesmo, não, Myriam? Mas acho que eu não seria tão dura com esse capitão. Faz sentido ele viver tais aventuras, foi para isso que sua nave fora criada... e lembra que ele disse a Dylan ter visto tantas maravilhas que Dylan desejou poder fazer o mesmo?
Com uma nave "sucateada e antiga" e ele fazia milagres. Claro que ele era uma raposa do espaço, escondendo a verdade de Dylan, mas foi assim que ele levou sua tripulação a salvo pelos confins do universo, ilesos...e pensando bem, não havia pra onde voltar... lá era seu lar...gostei do final, cada um escolhendo se queria ir embora ou ficar na nave...e muita gente ficou, acompanhando esse sonhador pelas estrelas afora...ele era um romântico, Rommie sabia disso.
Belo resumo, querida, como sempre! :kiss:

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Mensagem  Convidad em Ter Jul 21, 2009 12:57 pm

Oh, estou já entrando naqule link, mas já adianto que a captura postada é mesmo linda!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Mensagem  Myriam Castro em Ter Jul 21, 2009 5:07 pm

É verdade, Mara ... no final, compreende-se muito bem o porquê da atitude de Metis ... afinal, ele era o capitão, e era seu dever proteger os que estavam sob seu comando. Eram como peregrinos, sem lar, e assim, continuavam sua missão original, "audaciosamente indo onde nenhum homem jamais esteve ..."
Pois não fazia Dylan a mesma coisa ...?
A diferença, era que Dylan tinha uma nave muitíssimo mais avançada, com um poder de fogo bem maior, e além disso, sua pequena tripulação formava um grupo corajoso, que enfrentava as adversidades junto com ele. Mais do que companheiros de armas, eles eram como uma família.

Metis acabou entendendo Dylan ... por quem ficara impressionado, principalmente depois de saber sua história. E Rommie o deixou maravilhado ... ele nem imaginava que uma máquina pudesse ser tão semelhante a um ser orgânico.

E as capturas ... ah, as capturas ... :eyes:

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Mensagem  maite em Ter Jul 21, 2009 7:18 pm

:eyes: :good: :good:

maite

Número de Mensagens : 1955
Idade : 55
Location : barcelona-españa
Data de inscrição : 15/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Mensagem  mara em Qua Jul 22, 2009 8:28 am

Metis era um explorador, Dylan era um militar. Ambos tinham o mesmo sonho de se aventurar pelo mar de estrelas, com finalidades complementares, não é?

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Mensagem  Myriam Castro em Sab Ago 01, 2009 4:20 pm

E foi lindo o que Rommie disse, ao ver que Metis estava atraído por ela (se bem que, talvez mais interessado no poder dela como máquina de guerra ...):
"Dylan ... é um homem notável (...) Ele jamais permitirá que as coisas saiam do seu controle (...)"
"... mas o meu lugar é ao lado de Dylan, pois sou sua nave."

Foi a segunda vez que Rommie recusou-se a seguir por rumos diferentes, em nome da lealdade (e por que não, do amor) que tinha por Dylan e pela Comunidade. A primeira vez foi quando ela, embora apaixonada por Gabriel, descobriu as reais intenções dele e o matou. Shocked


Última edição por Myriam Castro em Sab Ago 01, 2009 10:21 pm, editado 2 vez(es)

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Mensagem  mara em Sab Ago 01, 2009 4:56 pm

É mesmo, Myriam... acho que Rommie sempre amará Dylan.

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Mensagem  Myriam Castro em Sab Ago 01, 2009 10:23 pm

E o ator que interpretou Metis - se não me engano, o nome dele é Tony Todd - já contracenou com Kevin antes, em Hércules, no episódio "Gladiador" (I Temporada).

É, a história se repete ... dois guerreiros impressionantes, cada um à sua maneira, se enfrentam novamente. :duel:

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Mensagem  mara em Dom Ago 02, 2009 10:54 am

Bem lembrado, querida. Ele foi Gilgamesh em Hércules e Tony gosta muito de Kevin. Acho que se encontraram neste fim de semana na convenção de Las Vegas. Very Happy

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Mensagem  maite em Dom Ago 02, 2009 10:55 am

tony todd es el marido de nebula de hercules..lo sabiais? Twisted Evil

maite

Número de Mensagens : 1955
Idade : 55
Location : barcelona-españa
Data de inscrição : 15/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Mensagem  mara em Dom Ago 02, 2009 10:59 am

Teresa, acho que ela é casada com Lawrence Fishburne.

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Mensagem  maite em Dom Ago 02, 2009 1:29 pm

si,ahora si,desde 2002..pero en los tiempos de hercules tony todd y gina torres estaban casados¡¡ ;)

maite

Número de Mensagens : 1955
Idade : 55
Location : barcelona-españa
Data de inscrição : 15/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-05 - The Lone and Level Sands

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 11:34 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum