ANDROMEDA, A SAGA IV-14 - The Others

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ANDROMEDA, A SAGA IV-14 - The Others

Mensagem  mara em Dom Dez 27, 2009 9:30 am





BELAS CAPTURAS COMEÇANDO AQUI:

http://s953.photobucket.com/albums/ae17/galeria-saga-andromeda/?action=view¤t=414_cap000.jpg







IV – 14 - THE OTHERS
OS OUTROS

História original de Scott Frost


“Sua beleza cintila como a luz de uma estrela nova.
Mas ela é a ‘outra’ ...
Toque-a, e você conhecerá a Morte.”

Poeta Templário - CY 2101


Beka, Rhade e Harper assistiam a um filme de arquivo de batalha, e as espetaculares manobras da Andrômeda deixaram Beka orgulhosa. Afinal, era ela quem pilotava a grande nave, e sua habilidade já se tornara lendária.
De repente, o alarme soou, e todos correram para os seus postos. Na tela, se viam duas naves bastante avariadas, que estavam à deriva. Eram de conformação bem antiquada, e deviam ser de algum povo cujo nível tecnológico era inferior ao da Comunidade.
Rommie detectou duas formas de vida, uma a bordo de cada nave, e quando o canal de áudio foi aberto, ouviram primeiro uma voz de mulher, e depois de um homem, que trocavam ameaças e ofensas entre si, como se fossem inimigos mortais. Dylan ordenou que as naves fossem recolhidas e alojadas em hangares separados.
O homem e a mulher resgatados eram mesmo inimigos, e vinham de um planeta chamado Trillin, que estava vivenciando uma guerra civil há milênios, com centenas de mortos, feridos e escravizados. Havia ali duas nações que não conseguiam viver em paz.
Lach, o homem, era líder do povo do Norte, e desembarcou na Andrômeda já fazendo exigências, tentou mesmo agredir Dylan, mas Rhade o impediu. O Capitão, enérgico, mandou pô-lo a ferros.
Zara, a líder da nação do Sul, fora levada ao Deck Médico, pois apresentava sinais de debilidade por ter ficado sem água e alimento por sabe-se lá quanto tempo.
Em sua cela, Lach explicava a Rhade que Zara era a verdadeira culpada pelo que estava acontecendo, e usara até mesmo guerra biológica, cujos sinais ele já manifestava na pele. E passou a contar a história de seu povo ...
Quando Zara despertou, viu Trance, que lhe disse que estava a salvo, e logo perguntou por Lach. Ela se mostrava em pânico ao mencionar o nome dele.
E agora? Quem dizia a verdade? Dylan achava que cada qual tinha suas razões, embora não concordasse com aquela guerra, e Beka teve uma idéia interessante: deixá-los juntos na mesma sala, para ver como reagiam frente a frente. Trance acrescentou que, se surgisse alguma pista para a identificação da estranha doença de Lach, seria mais fácil conseguir a cura. Dylan considerou a sugestão, e, sorrindo, aconselhou retirar todos os objetos quebráveis do recinto ...
Assim, feita a acareação, Lach e Zara começaram a trocar toda sorte de insultos, cada qual culpando o outro pela desgraça de seu povo, até que a situação ficou crítica. Eles estavam a ponto de se agredir mutuamente, quando Dylan, Beka e Rhade precisaram intervir, segurando os contendores. Lach debateu-se nos braços de Rhade, e subitamente soltou-se e saltou sobre Zara. Dylan se colocara no meio, e foi atacado pelo outro, que lhe cravou os dentes no pescoço. Rhade o derrubou com uma cotovelada e o levou dali, ao mesmo tempo em que Beka segurava Zara. Dylan cambaleou para o lado, atordoado e surpreso, e levou a mão ao pescoço, de onde o sangue escorria.
Levado para o Deck Médico, ele foi submetido aos primeiros socorros. Trance o examinou algum tempo depois, e não tinha boas notícias ... a estranha doença não se parecia com nada que ela conhecia, pois não era viral, e nem parasitária, mas contaminara o sangue de Dylan, e já havia danos no Sistema Nervoso Central.
Dylan era meio Heavyworlder, por causa de sua mãe; seu metabolismo naturalmente mais acelerado faria com que a doença se espalhasse mais rápido em seu organismo, do que acontecera com Lach. Não iria demorar muito, e logo ele sentiria os primeiros sintomas: muita dor, febre, impossibilidade de se mover e o surgimento das estranhas manchas vermelhas na pele. Rommie recomendou que voltassem a Tarazed, onde havia especialistas que pudessem tratá-lo, mas Dylan não queria ... ele e sua nave eram procurados, e não seria bom aparecerem por lá. Além disso, poderia de qualquer maneira não dar tempo, e Dylan talvez não suportasse os saltos em turbilhão, e morresse antes de lá chegarem.
Quando ele tentou se levantar, um espasmo de dor o fez gemer, e Trance o obrigou a deitar-se e lhe aplicou uma medicação para aliviá-lo, aconselhando-o a ficar quieto.
Beka e Rhade estavam traçando curso para Trillin, quando Dylan surgiu cambaleando na Ponte, enfraquecido e febril. Rommie se colocou à sua frente, instando para que retornasse ao Deck Médico, mas ele dizia palavras sem sentido, e bateu o pé, afirmando que ninguém o tiraria dali. Mas Rommie apenas lhe encostou um dedo, e ele desabou no chão. Levaram-no novamente para o Deck Médico, e Dylan pediu a Trance que lhe passasse os arquivos históricos do planeta. Ela achava que ele devia repousar, mas ele insistiu, e ela obedeceu. Ele então fixou os olhos na tela e passou a estudar as imagens atentamente ...
Agora a coisa se complicara ... se antes, ninguém ali estava muito interessado em se envolver nas questões internas de Trillin, agora precisavam ir lá. Dylan estava gravemente enfermo, e era urgente encontrar uma cura. Assim, Beka, Harper e Rhade levaram Zara e Lach de volta à superfície, em busca de uma resposta. Ao atravessar a estratosfera, viram uma gigantesca muralha, que os dois povos em guerra tinham construído, para que não mais tivessem contato. Lá embaixo, eles se dividiram. Enquanto Beka e Harper iam para o acampamento de Zara, Rhade ia para o de Lach. O jovem Nietzschean foi levado ao Médico do povoado, e estava conversando sobre como obter a cura, quando de repente, Lach se virou contra Rhade, rendeu-o e se apossou de seu Slipfighter.
No acampamento de Zara, Beka e Harper foram igualmente rendidos e amarrados, enquanto Zara preparava outra incursão ao território do Norte.
Enquanto isso, na Andrômeda, Dylan ia de mal a pior. Recolhido ao Deck Médico, ele estava bastante debilitado, tinha febre alta, manchas na pele e dores por todo o corpo, e Trance precisava mantê-lo constantemente sob efeito de sedativos, cuja eficiência parecia estar diminuindo ... Mesmo assim, ele continuava a estudar as crônicas históricas de Trillin. Rommie descobrira que a doença tinha caráter genético, ou seja, era conseqüência da consaguinidade entre grupos que há milênios se mantinham isolados um do outro. A endogamia fizera com que surgissem mutações, e uma delas era a presença de uma toxina potente na saliva, que, quando inoculada, agia como um veneno que consumia a vítima até matá-la.
A IA informara que as coisas estavam indo mal com Beka, Harper e Rhade, e Dylan, mesmo fraco e debilitado, ordenou a Rommie que descesse à superfície para ajudá-los.
Zara e Lach decolaram em pequenas naves sub-estratosféricas, e agora bombardeavam cada qual o acampamento do inimigo.
Dylan descobriu algo ... Trance até achou que ele estivesse delirando por causa da febre alta, mas ele apontou para a tela, para as crianças nativas, e chegou à conclusão que ali estava a resposta. Ele ordenou a Trance que enviasse um destacamento de lanceiros para a superfície, e não demorou muito, o impasse foi resolvido, e os reféns libertados ilesos.
De volta a bordo da Andrômeda, Zara e Lach foram levados à presença de Dylan, que, apesar da fraqueza e da dor, estava de pé, e explicou o que deviam fazer para salvar seu povo. Aquela doença era resultado do isolamento étnico entre os dois grupos, e por acaso surgira no Norte. Com o tempo, poderia surgir alguma outra no Sul. Assim, deviam miscigenar-se uns com os outros, e a mestiçagem iria tornar os descendentes mais resistentes. Mas, como solução imediata, ele sugeriu que se fizessem uma mistura do sangue de dois indivíduos – cada um de uma raça – e aplicassem nos doentes. Assim, a título de demonstração, ele ordenou a Trance que retirasse uma amostra de sangue de Lach e outra de Zara, e aplicassem a mistura dos dois nele próprio. Era um risco grande, pois Dylan era de uma raça completamente diferente, e podia haver incompatibilidade sanguínea ... mas, ao receber o sangue combinado, seu estado passou de um momentâneo desconforto a uma visível melhora – as manchas da pele desapareceram, a dor e a febre cederam, e até a vermelhidão nos olhos sumiu. Trance explicou que, da mesma forma como a doença evoluíra nele muito rápido, graças ao seu metabolismo peculiar, também desaparecera rapidamente.
Dylan concluiu dizendo que os dois povos deviam passar a viver sem guerras, e miscigenar-se; assim as futuras gerações nasceriam saudáveis. Lach e Zara repugnavam essa idéia, mas Dylan nem quis saber mais deles. Deu-lhes as costas e dispensou-os, ordenando que levassem os dois para seu planeta imediatamente.
De volta à Ponte de comando, Dylan foi saudado por Harper, feliz em vê-lo bem novamente. Como os outros, o jovem engenheiro sabia muito bem o que seria da Comunidade sem Dylan Hunt ...
Antes de deixarem o sistema Trillin definitivamente, Dylan mandou abrir fogo contra a grande muralha, desintegrando-a, segundo ele, “para dar uma mãozinha” a eles.
Ao que Harper comentou: “Isso é o que eu chamo de romper as barreiras da comunicação ...”


Última edição por mara em Dom Dez 27, 2009 9:41 am, editado 1 vez(es)

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ANDROMEDA, A SAGA IV-14 - The Others

Mensagem  mara em Dom Dez 27, 2009 9:40 am

Postando pela Myriam.
Que belo episódio, tão atual, não? A intolerância mostrada pelos personagens reflete a nossa, em todos os povos e sentimentos... a teimosia, o orgulho de não abrir mão, a dificuldade de perceber as coisas de forma nova ...e as consequências disso... a ruína e a morte, uma vida árida e em processo de terminar, porque nãqo havia acordo para curar ambas as raças.
Muito legal!
E pobre Dylan, numa situação de vida-e-morte, por causa da loucura de quem ele tentava ajudar.
Dá pra perceber o quanto Kevin estava gripado no episódio.
Adorei, Myriam!

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ANDROMEDA, A SAGA IV-14 - The Others

Mensagem  Convidad em Dom Dez 27, 2009 9:49 am

Incrível este episódio. reflete a a história que se repete e se repete interminavelmente e poucos aprendem a lição. Obrigada, meninas. Linda colagem e capturas perfeitas!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ANDROMEDA, A SAGA IV-14 - The Others

Mensagem  mara em Dom Dez 27, 2009 9:42 pm


_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ANDROMEDA, A SAGA IV-14 - The Others

Mensagem  kikategani em Seg Dez 28, 2009 10:47 am

Very Happy Gente, não tem o que dizer contra a atuação de Kevin em Andromeda! Ele é perfeito!

kikategani

Número de Mensagens : 47
Idade : 37
Location : São Paulo, Brazil
Data de inscrição : 17/05/2008

Ver perfil do usuário http://www.myspace.com/erikategani

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ANDROMEDA, A SAGA IV-14 - The Others

Mensagem  Myriam Castro em Sab Jan 02, 2010 6:11 pm

Olá, pessoal! Voltei!

Ah, esse episódio me fez pensar na velha questão do Apartheid ...
Que coisa! ... Tanto ódio e intolerância ...

Dylan resolveu ajudar aquele povo, e isso quase lhe custou a vida ...
Já pensaram, se houvesse algum tipo de incompatibilidade sanguínea ...?
Aí, era uma vez Dylan Hunt! Uiiii ....!!!!

E tem razão a nossa amiga ... não há como não elogiar a atuação de Kevin!

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ANDROMEDA, A SAGA IV-14 - The Others

Mensagem  mara em Sab Jan 02, 2010 9:32 pm

Myriam, que saudades!!!!!

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ANDROMEDA, A SAGA IV-14 - The Others

Mensagem  Myriam Castro em Seg Jan 04, 2010 7:53 am

Faço minhas as suas palavras, em relação a todos vocês! ...

A reestruturação da ordem nos Mundos Conhecidos era mesmo uma tarefa grandiosa ... até mesmo situações de segregação étnica, que com o passar dos séculos podia levar à completa extinção daqueles povos, tinham que ser trabalhadas.
Em Trillin, aquela guerra se arrastava por milênios a fio, e a equipe da Andromeda conseguiu resolver a questão em apenas algumas horas ... muito em função da urgência de se encontrar uma cura para a doença que estava rapidamente minando a vida de Dylan.
Mas, a solução que teve que ser praticamente imposta, até mesmo com a destruição do muro que separava os dois territórios a fogo de laser ...
Qualquer semelhança com a insanidade do Apartheid e do Muro de Berlin, pode não ser simples coincidência ...

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ANDROMEDA, A SAGA IV-14 - The Others

Mensagem  mara em Seg Jan 04, 2010 7:58 am

Dylan acabou se tornando a mão do destino, dando um empurrão para que ambos os lados se entendessem de uma forma ou de outra.

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ANDROMEDA, A SAGA IV-14 - The Others

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 7:28 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum