A SAGA: IV-19 - A Simmetry of Imperfection

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A SAGA: IV-19 - A Simmetry of Imperfection

Mensagem  Myriam Castro em Sab Jan 30, 2010 7:46 am




MAIS CAPTURAS COMEÇANDO AQUI:
http://s953.photobucket.com/albums/ae17/galeria-saga-andromeda/?action=view¤t=419_cap000.jpg






IV – 19 - A SIMMETRY OF IMPERFECTION
A SIMETRIA DA IMPERFEIÇÃO

História original de Naomi Jansen

“Com a arquitetura perfeita do pensamento,
A Lógica frequentemente pode prover a estrutura
Mas da Emoção vem a Inspiração.”

Anaiis Milan - CY 8012


A Andromeda estava orbitando o planeta Pirrin, investigando estranhos sinais de invasão.
Dylan chamava insistentemente por Beka, sua voz já com uma nota de aflição, que descera à superfície a bordo da Eureka Maru acompanhada por um destacamento de lanceiros. Beka não respondia. Trance supôs que o alto teor de cobre no solo lá embaixo pudesse estar interferindo na comunicação. Dylan, apreensivo, decidiu ir buscá-la, e convocou Trance para ir com ele em um Slipfighter.
Enquanto isso, na superfície agreste, Beka também percebeu que não conseguia falar com Andrômeda. Como não haviam encontrado quaisquer sinais de habitantes, ela então começou a reunir seu pessoal. Foi então que um dos soldados achou um cadáver, e ficaram se perguntando quem o matara, quando as entranhas começaram a “ferver” ... Magogs! Beka sacou sua arma e disparou, comentando que aquele ali já estava morto há algum tempo, para impedir que as larvas emergissem e atacassem a todos.
Subitamente, surgiram guerreiros Magogs de entre as rochas, investindo sobre eles. Os lanceiros lutaram bravamente, mas os atacantes eram muitos, e acabaram matando todos. Um Magog saltou sobre Beka, com as presas já prontas para estraçalhá-la, quando foi abatido ... por uma lança de força!
Dylan! E Trance!
Mais Magogs iam surgindo, e eles os iam derrubando. Beka comentou que os Magogs pareciam mais evoluídos ... mas mesmo assim não tinham como superar as armas mais sofisticadas da Alta Guarda. Dylan concordou com ela, a ameaça era mais mortal do que eles pensavam. Os três correram na direção da Maru. E então, uma sombra sinistra se estendeu sobre eles, como um eclipse ... e eles viram uma nave descomunal, que só podia ser Magog. Dylan arregalou os olhos. Aquela coisa era muito maior do que a Andromeda! Como eles iam sair dali sem chamar a atenção do inimigo para sua nave?
Enquanto isso, a bordo da Andromeda, alguma coisa estava errada. Rommie chamava insistentemente a tripulação aos postos de combate, pois haviam surgido algumas naves de assalto Magogs que se aproximavam rapidamente. Ninguém se apresentou!
As defesas estavam com os controles travados, Rommie não conseguia acessá-los.
Andrômeda não obedecia.
Harper bem que tentou destravar os sistemas, mas nem ele conseguiu. Então decidiu fazer uma manobra desesperada: levou a nave para o turbilhão. Enfrentar novamente aquelas hienas parasitas, nem pensar!
Era um paradoxo ... a poderosa e temida Andromeda Ascendant estava completamente indefesa, sem poder ativar suas próprias armas.
A Maru conseguira sair despercebida de Pirrin, e estava escondida atrás de um grande asteróide. Dylan sentiu, pelo implante, que alguma coisa estava errada com sua nave! Ele chamou, mas não obteve resposta. Temia emitir sinais de longo alcance e denunciar sua presença, e consequentemente da Andromeda, para o inimigo.
Da janela da Ponte, dava para ver as naves Magogs procurando por eles. Beka conseguiu rastrear a Andrômeda e descobriu que ela saltara para o turbilhão e estava segura, o que deixou Dylan aliviado.
Bem, agora nada restava a fazer, senão esperar que os Magogs se afastassem. Ele ordenou que desligassem todas as luzes da Maru, deixando apenas as de emergência, que eram de baixa potência e impossíveis de serem detectadas.
Algum tempo depois, viram um Slipfighter era Rhade, que saíra à sua procura. O jovem Nietzschean teve a brilhante idéia de explodir um asteróide voando em alta velocidade, para que a nuvem de partículas formada lhes servisse de cobertura.
E assim fizeram.
Ao se aproximar da Andromeda, Dylan descobriu que algo realmente não ia bem. As compotas não se abriram para que a Maru atracasse, e foi preciso utilizar os braços mecânicos para forçar os trincos e abrir manualmente as comportas do hangar.
Uma vez na Ponte, Dylan quis saber o que estava acontecendo, e a nave respondeu que estava sob código de segurança máxima, e ia desabilitar temporariamente a avatar dos sistemas, pois fora detectada uma “falha” que poderia por em risco toda a nave e a tripulação.
É claro que Dylan não gostou, especialmente quando viu que nem ele mesmo, com seu código de acesso pessoal, resolvia o problema. A IA informou ainda que já tinha sido iniciada uma sequência de revisão e regularização, mas todo o processo levaria 20 horas, e uma vez iniciado não podia ser interrompido. Aborrecido, Dylan foi atrás de Harper, pois somente ele poderia ter criado tal “sistema de segurança”, e talvez o tivesse acionado por causa de sua neurose em relação aos Magogs.
Harper a princípio tentou se esquivar, porque sabia que cometera um erro sério. Dylan chamou Rommie, mas não obteve resposta. Aí ele ficou realmente furioso, e saiu para procurá-la. Escanear os sistemas para revisá-los, sim, mas desligar Rommie, isso não!
A IA lhe disse que as emoções de Rommie estavam afetando os sistemas. Dylan estava intrigado. Nunca achara que a avatar fosse “imperfeita” ... pelo contrário, gostava dela da forma como ela era.
E então, ele a viu ... chamou-a, e ela respondeu friamente, aproximando-se dele. Dylan fixou os olhos nos dela. Ela era ... parecia ser a mesma, mas faltava a personalidade que lhe fora inserida por Harper, e que tanto o agradava, tornando-a especial. Ele não soube o que dizer. Sem a sua “alma”, era como uma simples máquina, uma “casca” vazia, e Dylan não gostou daquela “perda”.
Bem ... agora tinham que esperar, e ficar escondidos, pois se os Magogs os encontrassem, eles não teriam a menor chance.
E então, sem aviso, Andromeda começou a baixar a temperatura ambiente, a tal ponto, que Beka sugeriu que fossem todos para bordo da Maru e fechassem as comportas, já que a sua nave tinha sistemas independentes.
E para piorar as coisas, os Magogs acabavam de encontrá-los, e um enxame estava a caminho. Eles tinham pouco tempo para pensar em algo. Dylan determinou a Harper que tentasse acelerar o processo do scanner, enquanto ele e os outros iriam providenciar as defesas. O Capitão resolveu então, disparar uma bomba Nova, comandando de dentro da Maru, e usou os braços mecânicos para abrir o compartimento e ajustar na própria ogiva – o que Trance achou muito arriscado – o controle manual.
Beka corria os sensores pelo quadrante ao redor, e encontrou a gigantesca nave-satélite. A idéia era destruí-la, e assim as naves de assalto, sem sua base de apoio, seriam mais fáceis de abater.
A bomba foi configurada e disparada, e partiu em direção ao alvo. A colossal máquina inimiga explodiu de forma espetacular.
Pequenos mísseis de ogivas múltiplas, artefatos interessantes que haviam sido confiscados anos antes dos Restorianos, deram conta dos enxames Magogs sem muita dificuldade.
Horas depois, Andromeda voltou a ficar on-line. Dylan exigiu que fosse restaurada a antiga configuração da avatar e restabelecida a conexão com a IA e todos os sistemas da nave. Beka levou a nave em turbilhão.
Mas Dylan não se iludia ... a grande batalha estava próxima.
Mais tarde, o Capitão foi conversar com as três fases de sua nave: a IA, o holograma e Rommie. Ele disse que elas eram na verdade uma só, e que se complementavam entre si. Assim, cada uma era indispensável, e ele não queria nunca mais ficar longe de nenhuma delas.
E a sós com Rommie, disse que a sua experiência como avatar de uma nave de guerra da classe Herança tinha-a levado a armazenar muitos itens em sua memória que não podiam simplesmente ser apagados – eram na verdade registros valiosos, sua essência como ser sensciente. E lhe ordenou que nunca mais tentasse reprimir suas emoções, pois faziam parte da sua personalidade. Era isso que a tornava única, e não sua condição de avatar da última nave de sua classe remanescente da antiga Comunidade. Harper era um gênio. E ele, Dylan Hunt, precisava dela assim.
Rommie saiu dali alegre e saltitante, feliz por estar novamente em conexão com a nave, e acompanhou seu Capitão até a Ponte de Comando.


Última edição por Myriam Castro em Seg Dez 20, 2010 9:29 am, editado 2 vez(es)

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA: IV-19 - A Simmetry of Imperfection

Mensagem  Myriam Castro em Sab Jan 30, 2010 8:05 am

Interessante, esse episódio ...
Vimos mais uma vez quão forte é o sentimento que Rommie tem por Dylan. Ela sabia que ele estava em perigo, lá fora ... e seus sistemas ficaram a tal ponto afetados, que atingiram a própria nave, "travando" todas as defesas e tornando-a um alvo fácil para quaisquer inimigos.
E como foi interessante ver que as outras duas fases - o módulo central e o holograma - isolaram-na completamente, o que só piorou ainda mais a situação, uma vez que a nave precisava do perfeito equilíbrio entre as três fases para funcionar plenamente, e um andróide poderoso e sofisticado como Rommie, se desconfigurado, poderia vir a ser uma ameaça real para todos a bordo.
E foi legal ver Dylan conversando com as três ao mesmo tempo, explicando o quanto era importante que elas estivessem operando em perfeita harmonia, o quanto eram importantes para ele ...
E vimos como Rommie ficou "fria" com Dylan, e ele não gostou - ele a preferia como a conhecia - e como ela ficou alegre em ver que novamente fazia parte dos sistemas de Andromeda.
A enormidade da máquina de guerra Magog era aterrorizante. Dylan percebeu que poderia não haver mais tempo de reunir os reforços necessários, e talvez eles tivessem que lutar contra aquele inimigo terrível novamente sozinhos.

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA: IV-19 - A Simmetry of Imperfection

Mensagem  mara em Sab Jan 30, 2010 9:42 am

Os magogs eram realmente assustadores, não? A começar por suas naves-colméia.
Rommie lembra muito a mim mesma, acho que a todos nós, sempre divididos entre nossas escolhas, emoções e conflitos internos...as três "divisões" de Andrômeda parecem nossas divisões internas decorrentes de sermos de seres vivos e atuantes em desenvolvimento... assim como ela é.
As consequências por vezes são assim, completamente insensatas...
Pobre Dylan.
Pura delícia, Myriam, como sempre!

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA: IV-19 - A Simmetry of Imperfection

Mensagem  Myriam Castro em Sab Jan 30, 2010 11:08 am

Engraçado, também, foi ver Dylan rugir, irado, por que ninguém naquela nave parecia querer obedecê-lo ...

E muito tocante a aflição nos olhos dele, no início, chamando por Beka e sem receber resposta ... ele temia por ela, lá embaixo, naquele planeta hostil. Apesar de ela ter ido acompanhada por um pelotão de lanceiros armados até os dentes ...

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA: IV-19 - A Simmetry of Imperfection

Mensagem  mara em Dom Jan 31, 2010 8:56 am

É mesmo, Myriam, tinha esquecido...

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA: IV-19 - A Simmetry of Imperfection

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 7:26 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum