ANDROMEDA - A SAGA - IV-20 - Time Out of Mind

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ANDROMEDA - A SAGA - IV-20 - Time Out of Mind

Mensagem  Myriam Castro em Sex Fev 05, 2010 8:17 pm




mais capturas/ MORE CAPS:
http://s953.photobucket.com/albums/ae17/galeria-saga-andromeda/?action=view¤t=420_cap000.jpg






IV – 20 - TIME OUT OF MIND
TEMPO FORA DA MENTE

História original de Lu Abbott & Stacey Berman Woodard

“Sobre as planícies de Galiolith,
Repiques cristalinos anunciam um novo começo
Para todos os que desejem ouvi-los.”

Ghillie Elethrad -
Hinos Flumerianos - CY 6104


A morte de um homem do passado de Beka, chamado Weslow, que surgira de repente procurando por ela, a bordo da Eureka Maru, enviou a equipe em busca de um arquivo que podia fazer Beka rever algumas experiências de sua infância.
Weslow parecia ser um Coletor – um dos que estavam fora do caminho do Mal - , a julgar por um cartão que Trance encontrara num dos bolsos da túnica do morto, e que dava acesso a uma Biblioteca Planetária, onde segundo as últimas palavras do velho, encontrariam a chave para destruir o Abismo. E o ponto de partida era uma boneca vestida de anjo, que Beka ganhara de seu pai no seu décimo aniversário e tinhan guardada entre seus pertences a bordo de sua velha nave.
Quando chegaram à Biblioteca, uma jovem Coletora chamada Amira veio recebê-los, cortês, e os levou até o setor de pesquisa que lhes interessava. Beka foi a primeira a entrar na interface dos arquivos – através de um dos cartões triangulares que a jovem lhe entregara.
Ela se viu criança a bordo da Maru, encontrou Weslow e conversou com ele, parecendo muito feliz em vê-lo.
E Dylan por sua vez entrou em outro arquivo, de outra época.
Enquanto isso, na Andromeda, Trance e Rommie detectavam uma espécie de “parede” de energia que se deslocava pela Biblioteca na direção da cabine onde estavam Dylan e Beka, imóveis, como em transe, e completamente vulneráveis. As características do estranho fenômeno, principalmente os vestígios de certos isótopos, revelaram que era ... o Abismo!
Ele descobrira que Dylan Hunt estava tentando encontrar um meio de destruí-lo, e viera impedir. E a sua presença mostrava que Dylan estava na pista certa.
Trance estremeceu ... Dylan era o alvo do Abismo!
E enquanto percorria a Biblioteca procurando sua presa, ia simplesmente apagando os bancos de dados históricos, de valor incalculável e tão laboriosamente armazenados ali.
Harper tentou desativar a “parede”, entrando em outro arquivo.
Rhade e Rommie foram até lá, e tentaram deter a entidade, mas sem sucesso.
Dylan entrou com Beka em outro arquivo, e nesse, finalmente, conseguiram descobrir que a boneca trazia escondida dentro dela um pequeno objeto em forma de sino, que Weslow mencionara para Beka-criança sem que ela na ocasião entendesse. O antigo Coletor dera a entender que Beka tinha em si o poder de ativar o artefato – na verdade o mesmo estava configurado para reconhecer o DNA dela – e ela o jogou para o alto, vendo-o flutuar tilintando suavemente, e de repente a “parede” desapareceu. Bem na hora, pois estava quase alcançando Dylan.
Dylan tinha entrado no arquivo onde estava Harper, para tirá-lo de lá, pois uma estranha mulher, na verdade um avatar enviado pelo Abismo, estava a ponto de matar o engenheiro. Dylan entrou em luta com ela, que de repente assumiu a forma de um homem, e conseguiu neutralizá-lo.
Mais tarde, Amira explicou a Dylan que nem todos os Coletores eram inimigos da Comunidade ... havia uma certa categoria, composta de uns poucos membros, que lutava para ajudar Dylan a manter a ordem, e também para que ele conseguisse recuperar a confiança do Triunvirato e fosse novamente reintegrado às fileiras com sua nave e sua equipe. Eles sabiam que Dylan era peça fundamental no contexto dos Mundos Conhecidos. Como historiadora, Amira retornaria ao seu trabalho, reconstruindo tudo o que fora apagado pelo Abismo naquela Biblioteca. Dylan colocou à disposição os extensos bancos de dados da Andromeda, que por ser uma nave antiga, tinha registrado um sem-número de informações ao longo de sua existência. Eles se despediram, e Dylan e os seus retornaram à Andromeda.
Naquela noite, Dylan foi procurar Beka e a encontrou costurando cuidadosamente o vestido da boneca. Ele segurou sua mão, e sorrindo afetuosamente para ela, entregou-lhe o pequeno sino, sussurrando com uma nota de reverência na voz que eles agora tinham uma arma eficaz contra o Abismo ...
“A voz de um Anjo ...”.


Última edição por Myriam Castro em Seg Dez 20, 2010 9:26 am, editado 1 vez(es)

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ANDROMEDA - A SAGA - IV-20 - Time Out of Mind

Mensagem  Myriam Castro em Sex Fev 05, 2010 8:29 pm

Esse episódio foi bem intrigante ...
Vimos o quanto, afinal, as vidas de Dylan e Beka estavam interligadas - pois, na época em que ela, ainda criança, ganhou aquela boneca, com certeza o pequeno objeto já estava escondido no forro, e ela nem sonhava que ia acabar entrando em contato com Dylan (certamente, naquele Universo do Pós-Queda, já devia ser conhecida a "lenda da primeira nave da Alta Guarda perdida no início da Grande Guerra).
Por outro lado, o Coletor Weslow já sabia da existência do Abismo, e o quanto era perigosa a ameaça do mesmo para os Mundos Conhecidos.
Só não entendi bem, por que aquele sino seria uma "arma contra o Abismo", já que houve toda aquela história de Seefra, o Diagrama Methus, o sol de Trance, etc ...
Legal, Dylan e sua equipe saberem que havia uma facção de Coletores que os apoiava dos bastidores.
Sinistro, aquela "parede" de energia no rastro de Dylan ...


Última edição por Myriam Castro em Dom Fev 07, 2010 3:24 pm, editado 1 vez(es)

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ANDROMEDA - A SAGA - IV-20 - Time Out of Mind

Mensagem  mara em Sex Fev 05, 2010 11:32 pm

É um episódio bem recheadinho,não? teve momentos bem engraçados... aquela novela do Harper...
e a bela estória de Beka...
Bom, o sino pode ter tido sucesso em outra realidade paralela, não?
Valeu, como sempre, Myriam, belo resumo, parece que a gente está revendo o filme!

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ANDROMEDA - A SAGA - IV-20 - Time Out of Mind

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 3:45 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum