HERCULES, A SAGA: III-11 - Long Live the King

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

HERCULES, A SAGA: III-11 - Long Live the King

Mensagem  Myriam Castro em Sex Jun 11, 2010 3:11 pm



ENGLISH VERSION:
Long Live the King


Hercules (Kevin Sorbo) and Iolaus (Michael Hurst) are planning to visit Hercules' mother Alcmene when Iolaus receives an urgent message from Hector (Derek Payne), a trusted aide of King Orestes (Michael Hurst). It seems that Orestes, who is Iolaus' cousin and identical look-like, and his wife Niobe (Lisa Ann Hadley) have come up with a plan to form a League of Nations in order to bring peace to all the kingdoms in their area. The King and Queen are preparing to leave for Garantus to present their idea to hot-tempered King Xenon (Roger Oakley), and Hector fears for their safety should Xenon prove to be unsympathetic to their cause. Having lost his heart once to Queen Niobe, Iolaus is understandably hesitant about seeing her again, but he's unable to ignore Hector's plea for help and quickly sets out for Garantus. Along the way, Iolaus manages to escape an ambush by Choleus (David Downs) and Cleitus (Ranald Hendriks), a couple of thugs eager to ransom him, believing he's King Orestes.
When the King and Queen arrive in Garantus, Orestes delivers an impassioned speech about the need for all the kings in the area to unite as allies for the common good. Xenon pretends to consider the proposal seriously, having already devised a plot to kill his fellow ruler during the Hunt of the Dark Sun. Orestes accepts Xenon's invitation to the hunt and despite his wife's warnings, agrees to attend without her or his aides. In the meantime, Iolaus reaches Garantus and slips by Xenon's guards into the castle, where he finds Hector and Orestes' lieutenant Linus (Ross McKellar). Upon learning about the hunt, Iolaus confronts his cousin and offers to observe the event secretly to ensure the King's safety. When Orestes declines, Iolaus decides to ignore his cousin's wishes, believing he could easily be in serious danger. Iolaus' worst fears are realized at the hunt the following morning. In the fading light of the oncoming solar eclipse, Iolaus is able to kill one of Xenon's assassins as he takes aim at Orestes, but is unable to prevent the assassin's accomplice from mortally wounding his cousin. Before Orestes dies in his arms, he makes Iolaus promise to assume his identity in order to see his peace plan through. When Xenon arrives on the scene, expecting to see the dead body of Orestes, he is barely able to conceal his anger as Iolaus, now disguised as his cousin, emerges from the woods.
Iolaus returns to the castle with the hunting party and Niobe, instantly recognizing him, realizes her husband is dead. At Niobe's urging, Iolaus decides to continue impersonating Orestes in order to carry on their important work. He and Niobe meet with Xenon, who agrees to support the peace plan provided he can accompany them on their journey to the other kingdoms. The three, joined by Hector and Xenon's entourage, depart immediately for Marathon to present the plan to King Phaedron (Walter Brown). At their campsite that night, Xenon makes a grand show of his sincerity by killing one of his own hired assassins just as he is about to knife Iolaus in the back. Still wary about Xenon's real intentions, Niobe and Iolaus also find themselves struggling with their unresolved feelings of love for each other. The next day, the group is granted an audience with King Phaedron, a taciturn and eccentric old warrior, who for decades has refused to speak directly to any outsider. Iolaus becomes frustrated having to communicate through the King's minister and quickly begins addressing Phaedron directly. To everyone's amazement, Phaedron responds enthusiastically to what Iolaus has to say, agrees to the peace plan and invites his visitors to join him in a feast. That night, Iolaus and Niobe finally give in to their passion. Their joy is soon interrupted, however, by Phaedron's guards, who burst into their room and charge Iolaus with the attempted murder of their King.
Iolaus' accuser turns out to be Xenon, who has framed him by having Phaedron shot with one of King Orestes' distinctive arrows, which Iolaus gave him at the hunt. Xenon secretly orders his flunky Boron (Peter Ford) to make sure the unconscious Phaedron dies following Iolaus' execution. In the meantime, he has invited the kings of three neighboring realms to Phaedron's castle under the guise of holding a peace conference in order to murder them and gain control of their lands. But Xenon's plan begins to fall apart when Niobe enlists the help of Phaedron's wife, the kindly old Queen Euriana (Ilona Rodgers). Believing Iolaus is innocent, Eurania assists in his escape from the castle dungeon. In the end, Iolaus, with the help of Hector and Niobe, manages to defeat Xenon and his soldiers in a fierce battle, preventing him from murdering the visiting kings. Iolaus bids Niobe a sad farewell, leaving her to continue her quest to make the League of Kingdoms a reality.
Starring: Kevin Sorbo (Hercules), Michael Hurst (Iolaus & Orestes)
Guest Starring: Lisa Ann Hadley (Niobi), Roger Oakley (Xenon), Derek Payne (Hector), Ross McKellar (Linus), Peter Ford (Boron), Walter Brown (Phaedron), Ilona Rodgers (Queen Euriana), Crawford Thomson (Arcarious), John Parker (Minister), Andrew Glover (Illegibus), Lulu Alach (Clemitus), Ranald Hendriks (Cleitus), David Downs (Choleus), Min Windle (Young Woman), Kingi Gilbert (Xenon Guard #1), Kelly Greene (Phaedron Guard #2)

Teleplay by Sonny Gordon
Story by Patricia Manney
Directed by Timothy Bond


http://www.whoosh.org/epguide/herk/h311_48_long.html


CAPTS/ CAPTURAS COMEÇAM AQUI:

http://miroirdarc.com/hercules/s3/theking/

http://s933.photobucket.com/albums/ad177/galeria_saga_Hercules/?action=view&current=herkking2.jpg




III-11 – LONG LIVE THE KING
VIDA LONGA AO REI

História original de Patricia Manney


Hercules e Iolaus estavam planejando visitar a mãe de Hercules, Alcmene, quando Iolaus recebeu uma mensagem urgente de Hector, o oficial de confiança do rei Orestes. Ao que parecia, Orestes – que era primo de Iolaus e seu sósia perfeito – e sua bela esposa Niobe desenvolviam um projeto para formar uma “Liga das Nações”, com o objetivo de trazer a união e a paz para diversos reinos da região.
O rei e a rainha se preparavam para ir a Garantus, para expor sua idéia ao belicoso rei Xenon. Hector temia pela segurança de seu soberano, pois sabia que Xenon não era simpático à causa.
Iolaus a princípio relutou em ir, pois um dia fora perdidamente apaixonado por Niobe, mas o apelo de seu amigo Hector foi mais forte, e ele decidiu ir.
Durante a viagem, Iolaus foi emboscado por Choleus e Cleitus, uma dupla de salteadores ferozes que o confundiram com o rei Orestes.
Quando o rei e a rainha chegaram a Garantus, Orestes fez um discurso eloqüente sobre a necessidade de todos os reis da região se unirem em aliança para o bem comum. Xenon fingiu considerar a proposta seriamente, mas já planejando matar seu colega governante durante a caça ao Sol Negro.
Orestes aceitou o convite do outro para participar da caçada, a despeito dos avisos de sua esposa, e concordou em ir sem ela e seus guarda-costas. Nesse meio-tempo, Iolaus chegou em Garantus e passou pelos guardas de Xenon, entrando no castelo. Lá encontrou Hector e um dos oficiais de Orestes, Linus. Ao saber da caçada, Iolaus ficou preocupado e se ofereceu para observar de longe o evento, para garantir a segurança do rei. Como Orestes recusasse, Iolaus decidiu ignorar os desejos de seu primo, pois acreditava também que este podia estar mesmo em perigo.
Os piores temores de Iolaus acabaram se concretizando na manhã seguinte ...
Na luz indefinida de um eclipse solar iminente, Iolaus foi capaz de derrubar um dos assassinos de Xenon, no momento em que apontava para Orestes, mas infelizmente não conseguiu impedir que outro atingisse mortalmente o rei. Antes que Orestes morresse nos braços do primo, ele fez Iolaus prometer que assumiria sua identidade, apenas pelo tempo necessário de ver seu plano de paz se concretizar.
Assim, algum tempo depois, quando Xenon chegou ao local, esperando ver o corpo de Orestes, mal foi capaz de se recuperar da surpresa e disfarçar sua ira, enquanto Iolaus, que havia vestido os trajes do rei e agia como ele, emergia da floresta.
Iolaus retornou ao castelo, mas Niobe instantaneamente o reconheceu, percebendo que seu esposo estava morto. Mas, também ela consciente da importância do projeto de Orestes, insistiu com ele para que continuasse a fazer o papel de seu esposo, e assim conseguir levar adiante o plano de paz.
Mais tarde, Niobe e Iolaus/Orestes encontraram-se com Xenon, que concordou em apoiar o plano de paz, e ainda ofereceu-se para acompanhá-los em sua viagem aos reinos vizinhos. E lá se foram os três, acompanhados por Hector e pela guarda real de Xenon, para Marathon, para apresentar o projeto ao rei Phaedron.
Naquela noite, quando o grupo montou acampamento, Xenon fez um grande “teatro” de sinceridade, ao matar um de seus próprios assassinos contratados no momento em que este estava prestes a esfaquear Iolaus/Orestes pelas costas.
Ainda receosos das reais intenções de Xenon, Niobe e Iolaus também se viram às voltas com os sentimentos não-resolvidos que tinham um pelo outro. No dia seguinte, o grupo foi à presença do rei Phaedron, um velho guerreiro taciturno e excêntrico, que por décadas a fio se recusara a conversar com seus vizinhos.
Iolaus ficou frustrado com a recusa do velho soberano em recebê-los, e, dispensando o ministro, rapidamente se dirigiu diretamente ao rei.
Para a surpresa de todos os presentes, contudo, Phaedron respondeu entusiasticamente ao que Iolaus tinha a dizer, concordou com o projeto de paz e ainda convidou os visitantes para se juntar a ele em uma comemoração.
Mais tarde, naquela noite, Iolaus e Niobe finalmente entregaram-se um ao outro. Porém, sua alegria foi interrompida pelos guardas de Phaedron, que invadiram o quarto e investiram sobre Iolaus, acusando-o de tentar assassinar seu rei.
O responsável pelas tais acusações era justamente Xenon, que havia atacado Phaedron com uma das flechas distintivas de Orestes, que Iolaus lhe havia dado por ocasião da caçada. Xenon secretamente ordenara a um de seus guerreiros, chamado Boron, que se assegurasse que o inconsciente Phaedron morresse e a seguir executasse Iolaus.
Entrementes, ele tinha convidado os reis de três reinos vizinhos para virem ao castelo de Phaedron, sob o pretexto de continuarem as negociações de paz, mas na verdade planejando matá-los e apossar-se de suas terras.
Mas o plano de Xenon caiu por terra, pois Niobe pedira ajuda à Rainha Euriana, esposa de Phaedron. Acreditando de verdade que Iolaus era inocente, a velha e doce Euriana providenciou a libertação dele do calabouço do castelo.
No final, Iolaus, com a ajuda de Hector e Niobe, conseguiu derrotar Xenon e seus guerreiros numa feroz batalha, impedindo-os de matar os reis vizinhos.
Iolaus pode despedir-se de Niobe, um pouco triste, mas na certeza de que ela seria uma rainha justa e sábia, e que continuaria o grande projeto de seu falecido esposo.




_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERCULES, A SAGA: III-11 - Long Live the King

Mensagem  Myriam Castro em Sex Jun 11, 2010 3:16 pm

O Rei Orestes, apesar de aparentemente inexperiente na arte de governar, tinha mesmo um projeto sábio e ousado ... e era afinal um homem de boa índole.
Inteligente e louvável a jogada de Iolaus, fazendo-se passar pelo rei - já que era seu sósia perfeito - a levar adiante os planos do soberano.

Uma pena que Hercules quase não apareceu nesse episódio ...

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERCULES, A SAGA: III-11 - Long Live the King

Mensagem  Manto Negro em Sab Jun 12, 2010 8:15 am

É... eu também não gosto quando ele Hércules não aparece!!! É nesse episódio que Iolaus finge morrer e deixa Niobe furiosa quando descobre não é? scratch

Manto Negro

Número de Mensagens : 2868
Idade : 40
Location : Santa Tereza de Goiás- GO
Data de inscrição : 26/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERCULES, A SAGA: III-11 - Long Live the King

Mensagem  maitte em Sab Jun 12, 2010 8:39 am

en los episodios en los que kevin no aparece es porque estaba rodando Kull ;)

maitte

Número de Mensagens : 1901
Idade : 55
Location : terrassa-barcelona-spain
Data de inscrição : 07/02/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERCULES, A SAGA: III-11 - Long Live the King

Mensagem  mara em Ter Jun 15, 2010 11:48 am

Concordo com as meninas, quando Hércules não está fica tudo sem graça, mas é um bom episódio, mostrando o talento de Michael.
Valeu, querida!

https://www.youtube.com/watch?v=EXQd2EsRI5k

https://www.youtube.com/watch?v=KcoIMaXdWGw&index=102&list=UUd4PheBQpftnXiir64GtI3Q

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERCULES, A SAGA: III-11 - Long Live the King

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 8:54 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum