ANDROMEDA, A SAGA: V-20 - Chaos and Stillness of It

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ANDROMEDA, A SAGA: V-20 - Chaos and Stillness of It

Mensagem  Myriam Castro em Sex Jul 09, 2010 8:24 pm



ENGLISH BRIEF VERSION:Original Air Date—29 April 2005
Harper has been captured by General Burma, a man who believes all technology to be evil. Dylan struggles with recovering Harper, evacuating all the remaining Seefran planets to Seefra One, a.k.a. Tarn-Vedra, and dealing with Trance. Dylan supposes that something may have happened to Trance while inside Methus-2, the artificial sun they fixed and the last place Trance seemed to be herself, and goes to investigate.




CAPS/ CAPTURAS COMEÇAM AQUI:
http://s1000.photobucket.com/albums/af125/galeria-saga-andromeda2/?action=view¤t=520_cap000.jpg




V-20 - CHAOS AND STILLNESS OF IT
O CAOS E A SUA CALMARIA

História original de Al Septien e Turi Meyer


“Quando os eventos testam os homens,
Então os Anjos aparecem.”

Verso Caminhista
CY 1015


O fogo dançava sobre a superfície de Seefra 4, enquanto as rachaduras se abriam cada vez mais perto. A Andromeda partiu na direção de Seefra 2 para a última viagem de evacuação, e Dylan pediu a Doyle e Rommie que trouxessem Harper. Ele então conversou com Rhade sobre o que fazer com a Trance impostora.
Subitamente, um comunicado de Burma, vindo da superfície de Seefra 1, interrompeu-os. Ele disse que tinha Harper em seu poder, e pretendia matá-lo, puramente pelo prazer egoísta de fazer seus amigos sofrer. Dylan resolveu blefar, fingindo indiferença e replicando que ele podia fazer o que lhe agradasse, e desligou o contato. De volta ao problema em mãos, Dylan planejou retornar a Methus-2, o último lugar onde Trance parecera normal. Deixando Beka no comando, Dylan e Rhade foram para o sol moribundo. E Beka passou a lidar com os queixosos e numerosos habitantes de Seefra 1, enquanto Rommie escaneava o planeta.
Harper fora arrastado à frente de Burma, sangrando e acorrentado. Pensando que Dylan de fato não se importava com seu Engenheiro-Chefe, Burma torturava Harper pessoalmente. Que fossem colocados a bordo da Andromeda, ou Burma mataria os refugiados que chegavam à superfície. Com o coração pesado, Harper os levou para bordo da nave, na esperança que o restante da tripulação pudesse ajudar. Burma ficou intimidado pelos arredores hi-tech, mas prosseguiu com sua tarefa. Harper lhe disse que todos os sensores internos estavam desativados, e foi “agraciado” com um brutal golpe de Burma. Ele voou pelo recinto e ficou a observar aterrorizado enquanto o general inseria os códigos apropriados. Tudo o que bastou foi um olhar nos olhos de Burma, para que Harper soubesse o que acontecera ... Os invasores arrastaram-no para longe e passaram a colocar explosivos por toda a nave.
Entrementes, Doyle e Rommie discutiam enquanto caminhavam em direção ao hangar. Cada uma queria ir até à superfície para procurar, enquanto a outra firmava o argumento de uma breve luta, quando cinco dos guardas de Burma surgiram no seu caminho. As duas avatares facilmente deram conta desses belicosos guerreiros. Em dado momento, Doyle ficou surpresa em ver Trance simplesmente observando, em vez de ajudar, e o momento de distração quase a fez perder a peleja, quando um brutamontes apareceu bem atrás dela. Ela o atirou contra uma parede, e as duas andróides continuaram seu caminho. Beka chegou momentos mais tarde, de arma na mão. Não foi difícil imaginar o que tinha acontecido, e todas correram em socorro de Harper. Elas tentaram o Deck Médico, mas nem sinal. Pensando que ele pudesse ter deixado uma mensagem, elas verificaram o computador, mas foram trancadas. Os intrusos surgiram na porta. A luta que se seguiu foi “tête-a-tête”, com apenas um guarda sendo lançado longe. Doyle flagrou um dos capangas colocando explosivos, e jogou-se sobre ele, fingindo ser uma refugiada perdida. Ele ficou desconfiado, mas acabou mordendo a isca. Rommie fez uma rápida análise dele, e então as duas avatares o “despacharam”. Beka descobriu o dispositivo detonador que ele estava prestes a instalar, e Rommie revelou que detectara ... os doze isótopos recombinantes!
De alguma maneira, o Abismo tinha entrado no sistema, e havia possuído o líder da seita. Beka ficou claramente abalada, mas logo seu temor se tornou em ira. Ela ameaçou o guarda com seu próprio explosivo, até que ele disse onde estava Harper. Elas o encontraram ferido e imóvel, mas ainda vivo. Beka então retornou à Ponte de Comando, disposta a confrontar Burma, enquanto as outras procuravam por explosivos remanescentes.
Rommie desativou Methus-2 usando os códigos Vedrans, deixando mais seguro para Dylan e Rhade percorrerem os túneis. O sol latente estava esquentando rapidamente, e colunas de fumaça enchiam os corredores. Enquanto eles navegavam pelo labirinto, os túneis desabavam atrás deles, e o fogo avançava em sua direção. O tempo passava depressa, enquanto o voraz sol se aproximava. Eles finalmente alcançaram a câmara de fusão, mas encontraram apenas o container no centro da sala, e a manta que Rhade viu Trance usando quando estiveram lá antes. Grossas colunas de fumaça encobriam tudo lá dentro. Dylan conseguiu ventilar a sala, expulsando os gases e nada revelando. O tempo urgia. Não havia esperança de sair dali, mas Dylan se recusava a desistir de sua amiga. Ele pulverizava cada parede com tiros de sua lança de força, até que abriu um buraco numa porta holográfica. Trance caiu pela abertura, enfraquecida mas viva, e desfaleceu em seus braços. Ela aos poucos recuperou as forças, de seu sol próximo, e conseguiu teleportá-los para a Maru. Os três escaparam justamente quando Methus-2 era engolido.
Beka encontrou Burma colocando explosivos na Ponte. Quando ela o chamou pelo nome, ele se voltou para ela, e ela reconheceu instantaneamente o Mal em seus olhos enegrecidos. Ele falou o nome dela como se a conhecesse, e de fato, o Mal dentro dele a reconheceu facilmente. Em um flash, ele estava voando pelo recinto e bem na frente dela, desarmando-a. A Trance impostora apareceu na porta de acesso, e observava os fúteis esforços de Beka com uma expressão maligna. Burma a dominou com facilidade, golpeando-a e desviando-se antes que ela pudesse revidar. Rapidamente ele a derrubou, e uma vez que ela caiu, ambos, “Trance” e ele, postaram-se ameaçadoramente sobre ela.
Bem a tempo, surgiram Rommie e Doyle, que o agarraram. A despeito da velocidade delas, ele foi capaz de deslizar e desviar, e houve um breve impasse. Burma estava pronto para dar seu golpe final, quando Dylan e a verdadeira Trance entraram. Rommie e Doyle saíram da frente, enquanto Dylan e Beka bombardeavam o corpo de Burma com tiros, até que ele explodiu. Acabou.
Então, todos testemunharam o surreal: as duas Trances investiram uma contra a outra, e, com as mãos entrelaçadas, lutavam como se medissem forças, envoltas numa brilhante luz, que os ofuscava.
O embate foi breve. Quando tudo acabou, Trance – a sua Trance - estava enfraquecida, mas vitoriosa, e sua diabólica impostora, momentaneamente derrotada, desapareceu.
Mais tarde, todos estavam reunidos na Ponte, observando o sol Vedran flutuar sobre Seefra 1. Todos prenderam a respiração, enquanto a estrela lentamente se movia para seu lugar e finalmente parava.
A equipe deu as boas-vindas a Trance. Eles agora estavam, finalmente reunidos novamente como uma equipe, e mais do que isso, como uma família ... algo de que todos eles há muito sentiam falta.


Última edição por Myriam Castro em Qua Dez 15, 2010 7:05 pm, editado 1 vez(es)

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ANDROMEDA, A SAGA: V-20 - Chaos and Stillness of It

Mensagem  Myriam Castro em Sex Jul 09, 2010 8:55 pm

Uau! ...
A situação ia se tornando cada vez mais crítica, e Dylan sabia que estavam "na reta final" dos eventos em Seefra.
O Abismo continuava trabalhando cada vez com mais intensidade contra Dylan, dessa vez dentro do corpo do General Burma ... e lá estava a "gêmea" de Trance, também tentando interferir.
Pobre Harper ... passou por maus bocados!
Dylan nunca desistiu da "sua" Trance, e resolutamente partiu para buscá-la dentro do sol artificial em colapso - o único lugar em que, ele sentia, ela poderia estar.
O confronto entre as duas Trances foi mesmo surreal ... mas a "nossa" mostrou ser mais forte, e repeliu a outra, embora não a tivesse derrotado.
O "grand finale" se aproximava ... e o Universo estava prestes a retornar à sua configuração normal.

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ANDROMEDA, A SAGA: V-20 - Chaos and Stillness of It

Mensagem  mara em Dom Jul 11, 2010 6:17 pm

Esse episódio é de roer unhas... Dylan e Rhade buscando Trance e correndo contra o tempo... e dylan, como um verdadeiro Paradine, localizando-a e ajudando-a alembrar-se de quem é. A fuga deles é no susto! uau!
Incrível, Myriam, como sempre!

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ANDROMEDA, A SAGA: V-20 - Chaos and Stillness of It

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 7:27 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum