HERCULES, A SAGA: IV-10 - Hercules in Trial

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

HERCULES, A SAGA: IV-10 - Hercules in Trial

Mensagem  Myriam Castro em Sex Nov 12, 2010 11:54 pm




ENGLISH SYNOPSIS:
Hercules on Trial


When Hercules (Kevin Sorbo) learns that Kazankis (Barry Duffield) is impersonating him, he and Iolaus (Michael Hurst) go in search of the strapping young farmer and find him in a partially collapsed mine trying to save two children trapped by the cave-in. Their mother, Marcenea (Amber Cunliffe), is distraught as she watches Kazankis struggle desperately under the weight of a huge support beam. Hercules and Iolaus rush in to help and are able to rescue the children and their father, but Kazankis is crushed by the falling beam. Emerging from the mine, Iolaus tells the assembled crowd that his partner is the real Hercules. Just then, the provincial magistrate Turgeus (Mike Bajko) arrives with Spencius (John Sumner), the government prosecutor. Much to everyone's astonishment, the two arrest Hercules for the death of Kazankis and take him away to stand trial.
Spencius visits Hercules in his jail cell and offers him a deal. If Hercules agrees to take responsibility for Kazankis' death and promises never to commit another heroic deed, he'll be released. Spencius makes it clear that he despises Hercules' avowed belief in the power and obligation of the individual to make his own moral choices. Offended by everything Spencius stands for, Hercules refuses his offer. At the preliminary hearing the next day, Hercules is formally accused of manslaughter, undermining the authority of the gods, and sedition. He pleads innocent on all counts. But Spencius argues that by urging others to emulate his heroic actions, Hercules is responsible when those actions have tragic consequences. When Spencius calls Kazankis' widow Galea (Renee Raudman) to the stand, she relates how Hercules' heroic deeds prompted her husband to abandon his farm to help others, leaving her and their two children with no means of support.
The trial begins a week later in Athens. Hercules is brought in front of the judge, jury and spectators in chains. Spencius calls up witnesses one by one who testify that they either waited for Hercules' help and were let down, or that family members died while attempting Herculian deeds. Spencius argues that Hercules' influence is much more widespread and dangerous than even the hero himself knows. As Hercules begins to question himself, Dirce (Lisa Chappell) arrives to take on his case. Her strategy is to call on people Hercules has helped to testify in his behalf. Cassandra (Claudia Black) appears as the first defense witness but the shrewd Spencius quickly discredits her. Hercules himself gets up and makes a very moving statement to the crowd. When he's finished, Dirce tells him there's a good chance his accusers will drop the manslaughter charge because she believes they really want to convict him of sedition in order to banish him from Greece forever.
As Spencius proceeds to turn the testimony of additional defense witnesses upside down, including that of Hercules' life-long friend Jason (Jeffrey Thomas), the prosecutor starts to win the approval of the crowd. Hercules becomes angry and continues to doubt himself, questioning whether he has, in fact, done more harm than good in his life. To make matters worse, Ares (Kevin Smith) pops up and tries to convince Hercules to join forces with him, and Dirce soon learns that Iolaus has been called as a witness for the prosecution. When Iolaus testifies the next day, Spencius turns his words around so that once again, Hercules looks guilty.
Later in the marketplace, a villager rushes up to Iolaus pleading for Hercules' help. It seems that Mong the giant (Mark Nua) is destroying the village. Having made a promise to remain in custody until the verdict, Hercules at first refuses to act. But finally, he breaks out of his prison cell in order to help the townspeople. After speaking to the giant, Hercules socks him in the jaw, explaining to the amazed onlookers that Mong just needed someone's help to knock out a bad tooth. Later in the courtroom as closing arguments are taking place, Spencius makes a strong case, but Hercules' words about society's need for heroes who are not afraid to risk their lives for others are even more compelling. When he is finished, all of his supporters in the courtroom step forward and one by one, tell the judge to sentence them as well since they all want to be just like Hercules. The case is dismissed and Hercules is freed.
Starring: Kevin Sorbo (Hercules), Michael Hurst (Iolaus)
Guest Starring: Kevin Smith (Ares), Lisa Chappell (Dirce & Melissa) John Sumner (Spencius), Liddy Holloway (Alcmene), Jeffrey Thomas (Jason), Claudia Black (Cassandra), Derek Payne (Daedalus), Sarah Smuts-Kennedy (Kara), Mike Bajko (Turgeus), Renee Raudman (Galea), Barry Duffield (Kazankis), Mike Howell (Jargos), Amber Cunliffe (Marcenea), David Weatherley (Judge), Mark Nua (Mong), Anita Marshall (Villager), Stephen Ure (Farmer), Robert Boniface (Father), John Mellor (Barkeep), Geoff Barlow (Old Man), Sarah Major (Galea's Daughter), Vicky Rodewyk (Marcenea's Daughter)

Written by Robert Bielak
Directed by John Laing


http://www.whoosh.org/epguide/herk/h410_69_trial.html


CAPS/ CAPTURAS:
http://s990.photobucket.com/albums/af22/galeria-saga-hercules2/?action=view¤t=TRIAL.jpg






IV – 10 - HERCULES ON TRIAL
HERCULES PERANTE JULGAMENTO

História original de Robert Bielak


Quando Hercules ficou sabendo que um tal de Kazankis estava se fazendo passar por ele, foi com Iolaus em busca do jovem e forte fazendeiro, encontrando-o em uma mina parcialmente desmoronada. Ele tentava salvar duas crianças que haviam ficado presas lá dentro. A mãe delas, uma mulher chamada Marcenea, observava aflita enquanto Kazankis lutava desesperadamente sob o peso de uma enorme viga.
Hercules e Iolaus correram para ajudá-lo, e conseguiram resgatar as crianças e o pai, mas Kazankis foi soterrado sob toneladas de rochas.
Ao saírem da mina, Iolaus disse a uma pequena multidão que se aglomerara no local que seu amigo era o verdadeiro Hercules. Nesse momento, o magistrado, Turgeus, chegou ao local em companhia de um tal Spencius, um acessor do Governo daquela Província. E para espanto de todos, os dois prenderam Hercules pela morte de Kazankis e o levaram para ser julgado.
Spencius foi ver Hercules na prisão e ofereceu-lhe um acordo: se Hercules concordasse em assumir a responsabilidade pela morte de Kazankis e prometesse nunca mais cometer qualquer ato de heroísmo, seria libertado. Spencius deixou claro que ele desprezava a crença de Hercules na capacidade e obrigação de cada indivíduo de fazer suas próprias escolhas morais.
Insultado por tudo aquilo que Spencius disse, Hercules recusou a oferta. E na audiência preliminar no dia seguinte, o filho de Zeus foi formalmente acusado de assassinato, desafiando a autoridade dos deuses. Hercules afirmou ser inocente por tais atos. Mas Spencius argumentou que tudo aquilo levaria outros a imitar seus atos heróicos, e Hercules seria o responsável quando esses atos tivessem conseqüências trágicas. Quando Spencius chamou a viúva de Kazankis, Galea, para depor, ela relatou como o “ato heróico” de Hercules fizera com que seu marido abandonasse a fazenda para ajudar as pessoas, deixando-a com duas crianças e sem meios de sustento.
O julgamento começou uma semana mais tarde, em Atena. Hercules foi levado, algemado, à presença do Juiz, dos jurados e de um grande número de espectadores. Spencius chamou as testemunhas uma a uma, que prestaram depoimentos dizendo que ou esperavam pela ajuda de Hercules e iam embora, ou os membros daquela família morreriam enquanto tentavam um ato como o dele. Spencius argumentou que a influência de Hercules estava muito mais difundida e “perigosa” do que o próprio herói sequer imaginava. Enquanto Hercules começava a protestar, chegou ao local uma certa Dirce, que anunciou que iria assumir a causa do filho de Zeus. A estratégia dela foi convocar as pessoas que Hercules tinha uma vez ajudado para testemunhar a seu favor.
E assim surgiu Cassandra, como a primeira testemunha da defesa, mas o sagaz Spencius rapidamente a desacreditou. O próprio Hercules se levantou e falou algo que agitou a multidão. Quando ele terminou, Dirce lhe disse havia uma boa chance de seus acusadores desistirem da acusação de assassinato porque ela acreditava que eles na verdade queriam incitá-lo a revoltar-se para que pudessem bani-lo da Grécia para sempre.
Enquanto Spencius procedia desacreditando as testemunhas de defesa, incluindo Jasão, velho amigo de Hercules, ele começava a conquistar a aprovação da multidão. Hercules foi ficando furioso, e continuou a duvidar de si mesmo, questionando se tinha de fato feito mais mal do que bem em toda a sua vida. Para piorar as coisas, Ares apareceu e tentou convencer Hercules a unir forças com ele, e Dirce logo ficou sabendo que Iolaus tinha sido chamado como testemunha.
Quando, no dia seguinte, Iolaus prestou seu depoimento, Spencius distorceu novamente as palavras para que Hercules mais uma vez parecesse culpado.
Mais tarde, na praça do mercado, um cidadão correu para Iolaus implorando pela ajuda de Hercules. Ao que parecia, o gigante Mong estava destruindo o povoado vizinho.
Tendo prometido permanecer sob custódia até o veredito, Hercules a princípio recusou-se a agir. Mas o herói dentro dele falou mais alto, e ele fugiu da cela para ir ajudar as pessoas.
Depois de conversar com o gigante, Hercules o golpeou bem no queixo, e explicou que Mong apenas precisava da ajuda de alguém para remover um dente doente.
Mais tarde, na corte, enquanto mais argumentos eram proferidos, continuou com sua lengalenga, mas as palavras de Hercules sobre a necessidade das pessoas por heróis que não temessem arriscar suas vidas pelos outros foram mesmo mais eloqüentes.
Quando ele terminou, todos os seus apoiadores naquele tribunal adiantaram-se, e um a um, disseram ao juiz para sentenciá-los também, pois todos gostariam de ser como Hercules.
O caso foi então encerrado, Spencius se viu derrotado, e Hercules foi libertado.

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERCULES, A SAGA: IV-10 - Hercules in Trial

Mensagem  Myriam Castro em Sab Nov 13, 2010 12:00 am

Esse episódio também foi muito legal.
Vimos como às vezes as coisas parecem fugir do controle, quando alguém se encontra no lugar e na hora erradas, apesar de, como ocorreu com Hercules, estar fazendo a coisa certa.
Mal-entendidos e distorção dos fatos podem ter consequências imprevisíveis e nocivas.
Mas a Justiça, no final das contas, acaba prevalecendo.

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERCULES, A SAGA: IV-10 - Hercules in Trial

Mensagem  mara em Sab Nov 13, 2010 10:31 am

Adorei este episódio. A confusão gerada em Hércules pela culpa em ser quem ele é... aadoração de certos segudores, que buscaram imitá-lo pelo bem de outros. A posição do promotor, muito interessante, por fornecer a oportunidade de Hércules se questionar e se decidir.
A leveza de um episódio tão sério é trazida por Dirce, sempre atrapalhada, ingênua mas que teve , com sua pureza de intenções, a ideia de trazer os amigos ao tribunal para testemunharem por Hércules. Isso fez com que a própria viúva da vítima que se fazia passar por Hércules viesse a entender nosso heroi e colocar-se em seu lugar.
Lindo, Myriam!    

https://www.youtube.com/watch?v=lBoCO7c9fSY&list=UUd4PheBQpftnXiir64GtI3Q&index=61

https://www.youtube.com/watch?v=XT7YBwqtpPY&index=60&list=UUd4PheBQpftnXiir64GtI3Q

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERCULES, A SAGA: IV-10 - Hercules in Trial

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 6:11 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum