HÉRCULES, A SAGA - VI-04 - Darkness Visible

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

HÉRCULES, A SAGA - VI-04 - Darkness Visible

Mensagem  Myriam Castro em Sex Ago 12, 2011 3:43 pm

ENGLISH SYNOPSIS
VI-04 - Darkness Visible

Written by Phyllis Strong


A terrified man seeks shelter in a dark castle at night. Suddenly, a vampire lunges out from the shadows and bites him.
In Greece, Hercules is teaching children at an orphanage how to play basketball. Iolaus doesn’t understand the point of the game. Typically, he thinks the kids would be better off learning to hunt. Moments later, Hercules manages to stop a purse snatcher by throwing the basketball at him. A foreign man named Mateus approaches Hercules after witnessing his heroics. He gives Iolaus and him an urgent message from their old wartime friend, Vlad of Dacia. It states he needs his old friends’ help to defeat the Strigoli, which Hercules informs Iolaus are vampires.
Arriving in Dacia by ship, the threesome is immediately greeted by Galen and his henchman, Darius. After a brief hassle, they decide to travel together to Vlad’s castle high in the snow-covered mountains. Galen explains that his sister, Nadia, was going to the castle with others to seek shelter from the Strigoli. But he hasn’t heard from her since and is worried. On their way up the mountain, Hercules tells Iolaus that vampires can be easily identified in front of mirrors since they don’t have reflections. Halfway up the mountain, the party happens upon a ditch of impaled corpses -- Vlad’s handiwork. Hercules and Iolaus can’t believe the Vlad they knew would do something like that. Darius wonders if this is why Vlad has gotten the nickname of “the impaler”. Mateus shouts out that only an enemy of Dacia would say that. Once Hercules calms the two down, he decides this is the perfect spot to rest for the night since the vampires wouldn’t expect them to camp in such a morbid place.
In the middle of the night, the greedy Darius snatches a gold medallion from one of the impaled corpses. Suddenly, the corpse comes to life and sinks his teeth into him. The others are woken up by Darius’ screams. Hercules manages to impale the vampire, destroying him as his heart is driven through the wood. Galen takes care of Darius, who has turned after being bitten, with a wooden bolt from his crossbow. The remaining four decide to forsake rest and resume their journey to Vlad’s castle.
Arriving at Vlad’s castle, Hercules and Iolaus are greeted warmly by their old friend. Right away, Galen demands to know the whereabouts of his sister and the other refugees. Vlad promises Galen that by morning Nadia and him will be reunited. Once inside their friend’s castle, Vlad and Hercules talk privately in Vlad’s personal chamber. Hercules is quick to mention that he isn't impressed with the fact Vlad is desecrating the dead by impaling them. Vlad explains that after he was forced to kill his own father in self-defense, he became a different man. Shortly after, the Turks attacked Dacia, thus sparking a war that cost many of his people their lives. The war forced him to make a statement about his power to any who would dare attack his country. The impaled bodies are that statement. Hercules understands Vlad's pain, though he still doesn't agree with his methods. Unbeknownst to Hercules, Vlad looks himself over in the mirror and there is no reflection.
Suspecting that Vlad isn’t the same man they knew, Hercules and Iolaus decide to search the castle for Nadia and the other refugees. Galen tags along. After finding a secret passage to the dungeon, the three discover that plenty of frail refugees are being kept in it. Since these people are being systematically drained of their blood, Hercules is certain that they are being kept as cattle for the vampires. He decides to have a talk with Vlad, who he suspects is one of the Strigoli. Before Hercules goes, Galen tosses him a vile of hemlock to use on himself incase he gets bitten -- his death will then be quick and painless. Moments later, when Hercules confronts Vlad about his suspicions, Vlad is up front with his friend about what is going on. He states that his father was a vampire, as he is now. At first, he wanted Hercules to kill him since he was sickened by the monster he had become, but that all changed when he realized he now had a chance to protect his people like he never could before. As Hercules tries a more forceful approach in reasoning with Vlad, the vampire disappears into the darkness. Meanwhile, Iolaus and Galen continue to free refuges from Vlad’s dungeon. They don’t find Nadia, although she finds Galen moments later, biting his arm off after the two embrace. When Iolaus finds the dismembered Galen laying on a table, he goes to help him. Suddenly, Galen’s arm grows back since he was turned into a vampire when Nadia got hold of him. Moments later, Nadia bites Iolaus, turning him into a vampire as well. When Hercules finds his best friend, he spots the bite marks on his neck, knowing immediately that he’s been turned.
Hercules helps Iolaus out into the hallway leading to the dining hall. There the two are confronted by Vlad. The vampire demands Hercules’ blood for Iolaus’ life. Though he knows Vlad would have the power of a god if he drank his demigod blood, Hercules can’t stand to lose Iolaus a fifth time. He reluctantly agrees to step into Vlad’s spiked coffin, which drains Hercules of a great deal of his blood. Vlad and his “children” then drink the blood from a large golden chalice. Much to their surprise, instead of getting more powerful, they begin to weaken. Hercules reveals that he drank hemlock before he stepped into the coffin. It drained right out of his system along with his blood. Though the hemlock has weakened Vlad, he still has enough power to attack Hercules. Although Vlad summons Galen, Nadia, Mateus and Iolaus to help him, Iolaus resists the urge to obey Vlad’s command. Instead, he helps Hercules by preventing the other three from attacking him. After a long, hard fought battle, Hercules hurls a stake into Vlad’s heart, destroying him once and for all. Iolaus and the others are no longer vampires.


http://www.whoosh.org/epguide/herk/h604_107_darkness.html

CAPS START HERE/ CAPTURAS COMEÇAM AQUI:
http://s990.photobucket.com/albums/af22/galeria-saga-hercules2/?action=view&current=VAMPIRO.jpg
http://miroirdarc.com/hercules/s6/dv/


VI-04 – As Trevas Visíveis

Escrito por Phyllis Strong


Um homem aterrorizado buscava abrigo em um castelo escuro, numa noite tempestuosa. Subitamente, o vulto negro de um vampiro surgiu das sombras e o atacou.
Enquanto isso, na Grécia, Hércules ensinava algumas crianças de um orfanato como jogar um jogo semelhante ao basquete. Iolaus não entendia qual era o objetivo do jogo. Ele achava que as crianças estariam melhor se fossem ensinadas a caçar. Algum tempo depois, Hércules conseguiu fazer um ponto jogando a bola no amigo.
Um forasteiro de nome Mateus aproximou-se de Hércules depois de observar os dois heróis em ação. Ele lhes entregou uma mensagem de um velho amigo deles chamado Vlad de Dacia. Ao que parecia, ele precisava de ajuda para derrotar os Strigoli, que Hércules informou ao amigo serem vampiros.
Ao chegar em Dacia a bordo de um navio, os três foram imediatamente recebidos por um certo Galen e seu acompanhante, Darius. Depois de uma breve troca de cumprimentos, eles decidiram viajar juntos para o castelo de Vlad, situado nas montanhas nevadas. Galen explicou que sua irmã, Nadia, tinha ido para o castelo com outras pessoas, para buscar abrigo contra os Strigoli. Mas ele nunca mais tivera notícias dela e estava preocupado.
No caminho montanha acima, Hércules disse a Iolaus que os vampires podiam ser facilmente identificados com o uso de um espelho – eles não tinham reflexo. Mais adiante, os viajantes deram com vários cadavers empalados – obra de Vlad.
Hércules e Iolaus não podiam acreditar que o Vlad que eles conheciam faria algo assim. Darius gostaria de saber se era por causa disso que Vlad ganhara o apelido de “o empalador”. Mateus replicou que apenas um inimigo de Dacia diria aquilo. E enquanto Hércules tentava acalmar os ânimos, decidiu que o melhor a fazer era acampar ali mesmo naquela noite, uma vez que os vampiros não esperariam que ficassem num lugar tão macabro.
No meio da noite, o ganancioso viu um medalhão em um dos cadáveres, e o arrancou. Subitamente, o “cadaver” voltou à vida e rosnou, mostrando os dentes afiados para ele. Os outros acordaram com os gritos de Darius, e Hércules conseguiu após breve luta empalar o vampiro, atravessando-lhe um bastão de madeira ponteagudo bem no coração. Galen cuidou de Darius, ou do que ele tinha se tornado depois de ser mordido, com um dardo de Madeira de sua balista. Os quarto resolveram então levanter acampamento e prosseguir viagem para o castelo de Vlad.
Chegando ao castelo, foram recebidos pelo seu velho amigo, Vlad em pessoa, que os convidou a entrar. O nobre – e excêntrico – fidalgo chamou Hércules para conversar em particular. Galen, por seu lado, exigia que lhe dessem notícias de sua irmã.
Hércules estava para mencionar que não se impressionava com os “métodos” de Vlad, mas este explicou que depois que fora forçado a matar seu próprio pai em legítima defesa, tornara-se um homem diferente. Pouco tempo depois, os turcos atacaram Dacia, perpetrando uma guerra que custou muitas vidas no meio de seu povo. A guerra forçou-o a montar um estratagema para exibir seu poder a qualquer um que ousasse atacar seu condado. Os corpos empalados eram esse estratagema.
Hércules compreendia a dor de Vlad, embora ainda não concordasse com seus métodos. Sem que Hércules notasse, Vlad passou em frente a um espelho, e não havia reflexo algum ...
Suspeitando que Vlad não era mais o mesmo homem que conhecciam, Hércules e Iolaus decidiram procurar pelo castelo algum sinal de Nadia e dos outros refugiados. O mesmo que Galen resolveu fazer, juntando-se aos doia amigos.
Foi então que acabaram descobrindo uma passagem secreta para os calabouços, e encontraram vários dos refugiados debilitados. Hércules notou que essas pessoas tinham várias marcas de perfurações pelo corpo, e estavam sendo sistematicamente drenadas de seu sangue. Teve então certeza de estavam sendo mantidas ali como repasto para os vampires. Ele decidiu ter uma conversa séria com Vlad, que ele suspeitava ser um dos Strigoli. Antes que se separasse dos outros, Galen lhe deu um pequeno frasco, que ele deveria usar em si mesmo caso fosse mordido – sua morte, então, seria rápida e indolor.
Mais tarde, Hércules confrontou Vlad e lhe externou suas suspeitas, e o fidalgo o encarou para lhe revelar o que estava de fato acontecendo. Ele disse que seu pai se tornara um vampire, assim como ele próprio era agora . A princípio, ele quis matar Hércules, por causa da sede de sangue que o atormentava, mas tudo mudou quando percebeu que agora tinha a chance de proteger seu povo, como nunca for a capaz antes. Enquanto Hércules tentava fazer Vlad voltar à razão, o vampire desapareceu na escuridão.
Enquanto isso, Iolaus e Galen continuavam a libertar os refugiados das masmorras de Vlad. Eles não encontraram Nadia, embora ela acabasse encontrando Galen logo depois, atacando-o e arrancando-lhe um braço quando ele se aproximou dela e a abraçou. Quando Iolaus encontrou o mutilado Galen deitado sobre uma mesa, correu a ajudá-lo. Subitamente, o impensável aconteceu: o braço de Galen começou a se refazer lentamente diante dos olhos estupefatos de Iolaus, pois ele se tornara um vampiro depois do “contato” com Nadia. Então, no momento seguinte, Nadia atacou iolaus, mordendo-o e transformando-o também em vampiro.
Quando Hércules encontrou seu amigo e viu as marcas em seu pescoço, soube imediatamente no que ele havia se tornado. Iolaus chegou mesmo a ensaiar um ataque a Hércules, mas este o empurrou. Então, o filho de Zeus levou o amigo para a grande sala de jantar do castelo, para enfrentar Vlad.
O vampiro então exigiu o sangue de Hércules, em troca da vida de Iolaus. Embora soubesse que Vlad nunca teria o poder de um deus se bebesse seu sangue de semideus, Hércules não suportaria perder Iolaus – não pela quinta vez! Ele relutantemente concordou em entrar num esquife recheado de pontas de aço. Mesmo já em vias de se transformar em vampiro, Iolaus ficou em agonia, ao ver seu amigo entrar naquele esquife, e o rosto dele se desfigurar de dor.
À medida em que as pontas afiadas penetravam em sua carne, Hércules sentia seu sangue ser drenado ... escorria abundantemente pelos dedos de madeira da escultura da tampa do esquife, enchendo uma grande bacia. Quando tudo acabou e o esquife foi novamente aberto, Hércules caiu, enfraquecido pela macabra sangria. Porém, virando-se, encarou Vlad. O vampiro recolheu o sangue numa taça e o bebeu. Em seguida, seus dedos passaram a porejar sangue, que ele ofereceu aos outros vampiros.
Para sua surpresa, em vez de ficarem mais poderosos, começaram a enfraquecer. Hércules então revelou, enquanto se erguia lentamente, que havia bebido o conteúdo do frasco antes de entrar no esquife. Era na verdade uma espécie de antídoto, que se incorporou ao seu sangue e atingiu os vampiros. Embora o antidoto tivesse enfraquecido Vlad, ele ainda tinha força suficiente para atacar Hércules. O vampiro convocou Galen, Nadia, Mateus e Iolaus para ajudá-lo, mas Iolaus resistiu em obedecer à ordem. Em vez disso, ele ajudou Hércules, impedindo que os outros três o atacassem. Depois de uma longa batalha, Hércules conseguiu encravar uma estaca no coração de Vlad, destruindo-o de uma vez por todas. Iolaus e os outros foram então libertados.



_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HÉRCULES, A SAGA - VI-04 - Darkness Visible

Mensagem  Myriam Castro em Sex Ago 12, 2011 4:11 pm

Brrrrr .......
Esse episódio é verdadeiramente arrepiante! ...
Puxa, só Hércules mesmo ... conhecer alguém que vive do outro lado do mundo, e ainda por cima, vampiro!
Interessante Iolaus transformado em vampiro, de olho no pescoço do amigo ...
E tensa aquela cena de Hércules no esquife, as pontas de aço enterrando-se em sua carne, o sangue escorrendo para a bacia ... :affraid:
Galen era um tipo de "Van Helsing", ao que me pareceu.

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HÉRCULES, A SAGA - VI-04 - Darkness Visible

Mensagem  mara em Dom Ago 14, 2011 11:31 am

E põe arrepiante nisso, Myriam... nem parece Hércules, mas é muito bem feito e interessante...

Hércules se sacrifica pelo amigo, dando seu sangue áquele monstro, mesmo com o risco de enfraquecer até definhar...

Também gostei da cena de Iolaus de olho no pescoço lindo do amigo, ameniza um pouco o clima pesado do episódio.

Incrível seu resumo, querida, como sempre!


https://www.youtube.com/watch?v=J9_ulFSPGzk

https://www.youtube.com/watch?v=CHf75u9GE1o

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HÉRCULES, A SAGA - VI-04 - Darkness Visible

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 11:34 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum