A SAGA - III-08 - - For Whom The Bells Toll

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A SAGA - III-08 - - For Whom The Bells Toll

Mensagem  Myriam Castro em Seg Ago 03, 2009 4:11 pm




capturas começam aqui:

http://s392.photobucket.com/albums/pp5/galeria_andromeda_saga/?action=view&current=308_cap000.jpg



III-08 - FOR WHOM THE BELLS TOLL
POR QUEM OS SINOS DOBRAM

História original de Naomi Jansen


“Para a questão de vida após a morte:
mesmo se uma coisa existe, mas que modo de vida?”

Prática Caminhista - Reverendo Bem
CY 10090


Dylan, Beka e Harper concluíram uma missão de resgate de um grupo de colonos em um planeta chamado Virgil 9, assolado por tempestades causadas pelo colapso da estrela do sistema.
Dylan estava com dificuldades para pousar com a Maru na superfície e pegar os companheiros, não obstante sua grande habilidade de piloto, por causa da tempestade, e assim ele sugeriu que procurassem abrigo até que ele conseguisse aterrissar e buscá-los.
Eles procuraram abrigar-se em uma caverna, onde um pequeno parasita vermiforme se escondeu na sola da bota de Harper sem ser percebido.
Mais tarde, já a bordo da Maru, o parasita se instalou nos sistemas da nave e começou a devorá-los, e logo foi descoberto. Mas não conseguiram eliminá-lo, e ele foi levado para bordo da Andrômeda, onde se reproduziu e passou a corroer as entranhas da grande nave. Rommie o identificou como uma espécie de “metalovórico”, um tipo de invertebrado que se alimentava de componentes metálicos, e do qual havia pelo menos 68 espécies, com inúmeras variações, só naquela galáxia, o que tornava sua classificação bastante difícil ... o que fez Dylan determinar que queria classificá-lo como “morto e fora de sua nave”.
Todos tentaram caçá-lo sem sucesso.
Enquanto isso, Harper pegou emprestado de Beka alguns romances de terror e, embora ficasse impressionado com as histórias, continuava teimosamente lendo ...
Até que começaram a acontecer alguns fenômenos estranhos, como vozes, ruídos e aparições, que apavoraram Harper, e depois Tyr, Beka e Trance. Até Dylan foi assombrado por uivos sinistros que ecoavam nos corredores da nave, e chegou a assustar-se com o holograma de Rommie, que surgiu na sua frente de repente.
Harper até pensou em construir umas armadilhas de metal reforçado – como o do próprio casco de Andrômeda – para tentar capturar os “insetos”.
Só Rommie não ouvia e não via nada.
Harper detectou um sinal estranho, pediu a Dylan que o ajudasse a investigar. Encontraram vários indícios do ataque do parasita (Dylan já estava ficando aborrecido com toda aquela gosma ...) na estrutura da nave, e todos acharam que os danos causados pela infestação podiam estar produzindo aqueles fenômenos.
Acabaram entrando num laboratório que há muito tinha sido desativado ... segundo o próprio Dylan, desde o dia fatídico em que mandara a tripulação abandonar a nave e tentara, sozinho, salvar Andrômeda da emboscada dos NIetzscheans.
Mas, lá dentro, encontraram o cadáver de um tal Eddie Aldrich, tripulante novato que Dylan mal conhecia ... de 300 anos atrás! Só que o dito cujo parecia ter morrido recentemente, tudo indicava que num acidente com terminais de alta-voltagem. Talvez, concluíra Dylan, ele não tivesse obedecido à ordem para abandonar a Andrômeda naquela ocasião, e permanecera escondido lá embaixo. Ou tivesse ficado preso por algum problema da fechadura da porta, durante o ataque inimigo. De qualquer maneira, Dylan lamentou a morte do rapaz, achando que tudo fora sua culpa, comentando que uma vez, tivera até orgulho de saber os nomes dos mais de 4000 tripulantes que serviam sob o seu comando ...
Não demorou para que o holograma do sujeito aparecesse, pedindo socorro a Dylan, como se estivesse em perigo. Daí, surgiu o próprio, acusando Dylan de traidor, subversivo, desertor e até assassino, que se tornou pirata e que tinha até mesmo um “odioso” Nietzschean como aliado. Dylan ficou surpreso e indignado, e queria saber o que estava acontecendo na sua nave.
Na verdade, a aparição era um avatar, e o holograma da IA acabou por assumir o controle de toda a nave, dominando Rommie.
Mas sua memória, montada pela mente doentia de um sujeito meio louco, era antiga, e, vendo-se no novo contexto, se confundiu e continuava acusando Dylan, tentando até matá-lo.
Além disso, ativou o código de destruição da nave, originalmente só conhecido pelo próprio Dylan e por Rommie.
Dylan, então, descobriu que podia usar aquela estranha situação para livrar sua nave dos parasitas, e ainda desativar a IA invasora, e bem consciente do tempo que urgia, ordenou a todos os outros que fossem para a Maru para se proteger, enquanto ele permaneceria na Andrômeda e tentaria eliminar ambas as ameaças – os vermes devoradores de metal e esse “vírus”.
No momento em que o andróide o agarrou pelo pescoço e o estava sufocando, Dylan apelou para uma das Leis da Robótica, implorando a ele que salvasse a nave ... o que confundiu o invasor – que também tinha em sua programação original a diretiva de salvar os orgânicos em primeiro lugar - e o fez voltar-se contra os parasitas que infestavam os sistemas da nave, destruindo-os, e ao mesmo tempo entrando em colapso. O que fez Rommie retornar on-line.
E finalmente, passado aquilo tudo, Dylan determinou que nunca mais se aproximassem de Virgil 9 ....

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-08 - - For Whom The Bells Toll

Mensagem  Myriam Castro em Seg Ago 03, 2009 4:26 pm

Outro episódio intrigante ...
Aquele tripulante "desgarrado", era o mesmo que vimos de relance, logo no primeiro episódio da saga, quando toda a tripulação corria a atender à ordem de Dylan para abandonar a nave ... o sujeito que tinha um olhar estranho ao descer por uma escada de emergência.
Há também algumas situações engraçadas, como Harper com medo de fantasmas, Dylan se assustando com o holograma da IA e sujando a mão de gosma ao enfiá-la num buraco da parede, e algumas "pérolas".

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-08 - - For Whom The Bells Toll

Mensagem  mara em Sab Ago 08, 2009 12:16 pm

Intrigante mesmo, Myriam. E tão bonito!
Ao mesmo tempo em que o bichinho gosmento faz o episódio ter humor, a intensidade do personagem fantasma é de cortar o coração!
E o sentimento de responsabilidade de Dylan por não ter encontrado seu tripulante é de fazer a gente pensar. Adorei o final, com o funeral de honra!
Valeu, querida! :good: :kiss:
Desculpe a demora, mas esta semana foi terrível!

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-08 - - For Whom The Bells Toll

Mensagem  Convidad em Qua Set 02, 2009 12:27 pm

Desculpem a demora em comentar, meninas, mas como vocês sabem, estou enfrentando uma série de problemas aqui, então estou dando prioridade para postar os meus tópicos logo que consigo terminar de traduzí-los. Minhas passadas no fórum têm sido tão rápidas, que não tinha visto os episódios novos. Sinto muito por isso e mais uma vez agradeço a vocês pelas sinopses e lindas capturas!!!
Logo que puder lerei as outras!
Beijocas!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-08 - - For Whom The Bells Toll

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 5:10 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum