A SAGA - III-18 - Deep Midnight's Voice

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A SAGA - III-18 - Deep Midnight's Voice

Mensagem  Myriam Castro em Ter Set 29, 2009 7:03 pm






mais capturas começando aqui:
http://s953.photobucket.com/albums/ae17/galeria-saga-andromeda/?action=view¤t=318_cap000.jpg


III-18 - DEEP MIDNIGHT’S VOICE
A VOZ DA NOITE PROFUNDA

História original de Matt Kiene e Joe Reinkemeyer


“O Universo é perfeito. Você não pode melhorá-lo.
Se você tentar mudá-lo, você o arruinará.
Se você tentar segurá-lo, você o perderá.”

Anotações Para Odo Chan
CY 9101



A Andromeda salvou de uma escaramuça um mercenário Nietzschean chamado Gaiton, e Dylan descobriu que ele procurava um artefato antigo do seu povo, denominado “Voz da Noite Profunda”, uma espécie de sonda cuja criação era atribuída ao próprio Drago Museveni, e que segundo constava tinha a capacidade de mapear todos os portais de turbilhão de uma galáxia, o que possibilitaria traçar previamente as rotas de navegação. Dylan e Tyr achavam que se esse artefato caísse em mãos erradas, poderia significar guerras, invasões, escravidão, pilhagens, enfim ... caos pior do que o que já havia. Assim, mantiveram o mercenário retido para que ele mostrasse o local da provável queda da sonda.
Dylan, perspicaz como de costume, acabou descobrindo que Gaiton era na verdade um espião dos Drago-Kazov, e por alguma razão que ele já imaginava, estava atrás de Tyr. É claro que ele jamais permitiria que seu oficial-de-armas e amigo fosse levado, e que a sonda caísse nas mãos dos Drago-Kazov.
Talvez, pensava ele, esteja também aí a possibilidade de reencontrar Tarn Vedra ...
Andrômeda escaneou o espaço ao redor, buscando sinais da sonda, e logo os encontrou, localizando-a num planeta remoto, cujo nível tecnológico não passava das transmissões de rádio, o que significava que seus habitantes mal conheciam o próprio território, e acreditavam-se sozinhos no Universo. O que fez Dylan comentar em como eles tinham sorte ...
Rommie e Harper, então, montaram identidades falsas para Dylan, Beka, Tyr e Gaiton, e eles partiram na Maru, aterrissando em uma floresta próxima de um pequeno povoado, tomando todas as precauções para não ser localizada. A idéia era pegar a sonda, de cuja existência os habitantes nem suspeitavam, e partir sem ser descobertos.
Só que eles acabaram entrando em contato com um casal de nativos, que toparam com eles na floresta. Dylan havia despachado os dois Nietzscheans para procurar a sonda, e junto com Beka se fez passar por turista de aventura, vindo do Norte do planeta.
Dylan e Beka distraíram o casal, e demonstravam ciúmes um do outro, quando Beka dava atenção ao rapaz e Dylan ficava todo gentilezas para a moça. Aliás, notara ele, ela tinha muita semelhança com sua amada Sarah, tanto física quanto psicologicamente, o que mexeu com o coração dele ...
Porém, seu disfarce caiu por terra no momento em que Andrômeda sinalizou para Dylan e a moça viu o pequeno aparelho escondido sob sua túnica. Ela chamou Beka e disse que tinham sido descobertos, e que agora deviam contar toda a verdade, mesmo correndo o risco de não acreditarem neles. Para surpresa de Dylan, a moça não estranhou o fato dele ter vindo das estrelas, pois ela sempre acreditara que havia muitos outros planetas habitados no Universo ... uma mentalidade bastante avançada para aquele povo.
Entretanto, um espião do Governo local o ouviu conversando com ela, e chamou a polícia. Em poucos minutos os agentes chegaram, e Dylan e Beka foram forçados a pô-los a nocaute e fugir, para não machucar ninguém. A moça os seguiu, para avisá-los de que logo chegarão reforços, e acabou tendo que acompanhá-los floresta adentro.
Entrementes, os dois Nietzscheans encontraram a sonda e a pegaram, tendo infelizmente que matar um nativo que os vira em “atitude suspeita”. Eles seguiram de volta para a Maru.
Quando Dylan e Beka chegaram à pequena nave, a jovem nativa ficou impressionada com toda aquela tecnologia, embora o Capitão explicasse que se tratava de uma nave auxiliar, de pequeno porte.
Então, quando ele chamou Andrômeda e a grande e magnífica nave de guerra apareceu, flutuando majestosamente diante da Maru, a moça perdeu até a voz. Era, segundo Dylan, “o primeiro contato”.
Ela bem que desejaria ir embora com eles, mas Dylan lhe explicou delicadamente que o choque cultural lhe seria muito forte, podendo prejudicá-la. Ele a presenteou com um flexi contendo alguns mapas estelares. Quando eles se despediram, ele lhe disse que ela lembrava alguém muito especial para ele ...
Quanto à Inteligência do Governo, trataria de abafar o incidente, para não haver problemas de ordem política, e tudo estaria bem.
E Gaiton? Bem, ele acabou revelando outro fato: conhecia Tyr Anasazi de longa data, embora o mesmo não o conhecesse, e viera procurá-lo para que o levasse ao seu filho, Tamerlane, que ele sabia ser a verdadeira reencarnação genética de Drago Museveni. E Tyr, para impedir que Dylan e os outros soubessem a verdade sobre esse fato, simplesmente matou Gaiton e o enterrou secretamente, antes de deixarem o planeta para sempre.
Entretanto, mais tarde, estando Tyr sozinho em seus aposentos, alguém bateu à porta ... e quando ele abriu, lá estava um Dylan sério, com um olhar que já dizia tudo, e que o cumprimentou à guisa de início de uma longa conversa ...


Última edição por Myriam Castro em Sab Jun 30, 2012 4:28 pm, editado 1 vez(es)

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-18 - Deep Midnight's Voice

Mensagem  Myriam Castro em Ter Set 29, 2009 7:10 pm

Esse episódio também é interessante ...
Para começar, a citação do início parece um "retrato" da mentalidade Nietzschean ... pois foi exatamente isso que eles tentaram fazer. Tentaram conquistar o Universo para si, mas fracassaram. O Universo tem suas próprias regras ... e quem confrontar suas Leis, vai se dar muito mal.
Foi engraçado ver o ciúme de Beka e Dylan, um com o outro, por causa daquele casal de cientistas.
E foi verdadeiramente arrepiante ver a majestosa Andromeda surgir bem à frente deles, pairando como uma ave gigantesca, e deixando a mocinha embasbacada, mesmo logo depois de achar que a Eureka Maru era uma "nave fantástica".
Viram a cara de Tyr, quando Dylan foi procurá-lo? ... Uiii ... e expressão do Capitão fez o Nietzschean ficar com medo de verdade!


Última edição por Myriam Castro em Sab Jun 30, 2012 4:29 pm, editado 1 vez(es)

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-18 - Deep Midnight's Voice

Mensagem  mara em Qua Set 30, 2009 6:26 pm

Como sempre, você definiu tudo, Myriam.
Me deu arrepios quando vi aquela nave magestosa à frente, como se eu estivesse lá.
Dylan esbanjava elegância com aquela túnica, não?
Interessante ver a "colonização" de planetas por alienígenas ao avesso...
lindo como ele responde que Sara era uma cientista e algo mais... viram o carinho dele ao dizer isso?
doro quando ele pega Tyr desprevenido.
Neste episódio vi um Tyr muito cruel... o fim de Tyr.
Obrigada, querida!

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-18 - Deep Midnight's Voice

Mensagem  Convidad em Qua Set 30, 2009 7:53 pm

Há um detalhe interessante neste episódio, Rommie diz: "Bem-vindos a um sistema tão remoto que os Perseidas esqueceram de dar nome a ele. E Dylan responde " O que é um nome, afinal?"
A citação de Dylan vem de Shakespeare, em "Romeu e Julieta". : O que é um nome? Uma rosa teria o mesmo perfume se tivesse outro nome".
Esta mesma citação de Shakespeare foi usada para dar título a um episódio de Hércules "What's in a name?" (ep 3, 2ª temporada)

Mais uma coincidência do roteiro ou o dedinho de alguém?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-18 - Deep Midnight's Voice

Mensagem  mara em Qua Set 30, 2009 8:31 pm

Que interessante, Carmen! Isso também é Andrômeda, poesia!
Me lembrou, nção sei por quê, do episódio anterior, onde Dylan convence Rommie a votar com ele, em busca do planeta de gelo... ninguém quer ir...e no final, mesmo perdendo na votação, ele diz, todo feliz: "eu adoro democracia!" ... e vai fazer o que quer!

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-18 - Deep Midnight's Voice

Mensagem  Convidad em Qui Out 01, 2009 8:20 am

Pois é, uma das coisas que me cativava também era a poesia. Sempre tinha algo profundo e tocante...

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-18 - Deep Midnight's Voice

Mensagem  mara em Qui Out 01, 2009 11:13 am

Carmen, disseste bem... a saga é um poema, uma odisséia!

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-18 - Deep Midnight's Voice

Mensagem  Myriam Castro em Dom Dez 06, 2009 3:41 pm

É verdade ...
Li uma vez que a definição da palavra "saga" é algo como "uma narrativa dramática, carregada de ação, emoção, poesia e mesmo guerras, onde as características humanas e os sentimentos mais profundos se mesclam à existência de seres fantásticos."
Bem ... são classificadas como sagas as histórias da Mitologia Nórdica, que contam sobre deuses, heróis e seres estranhos.

Vai daí, que Andromeda, numa versão futurista, foi também uma saga ... e de uma grandiosidade sem igual em se tratando de Sci-Fi.

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-18 - Deep Midnight's Voice

Mensagem  Myriam Castro em Sab Jun 30, 2012 4:31 pm

mara escreveu:Que interessante, Carmen! Isso também é Andrômeda, poesia!
Me lembrou, nção sei por quê, do episódio anterior, onde Dylan convence Rommie a votar com ele, em busca do planeta de gelo... ninguém quer ir...e no final, mesmo perdendo na votação, ele diz, todo feliz: "eu adoro democracia!" ... e vai fazer o que quer!


_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-18 - Deep Midnight's Voice

Mensagem  Myriam Castro em Sab Jun 30, 2012 4:35 pm

É interessante - e intrigante - como, embora de posse da misteriosa sonda, cuja criação era atribuída a Drago Museveni, ninguém mais a bordo falou sobre ela.
Ponho-me a pensar se não foi esse artefato misterioso que possibilitou ao jovem Drago Museveni viajar no tempo, e aparecer lá na V Temporada, no episódio "Pride Before The Fall" ... scratch

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - III-18 - Deep Midnight's Voice

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 7:13 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum