A SAGA - V-05 - The Escathology of Our Present

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A SAGA - V-05 - The Escathology of Our Present

Mensagem  Myriam Castro em Sex Mar 26, 2010 6:24 pm




CAPTURAS COMEÇAM AQUI:
http://s953.photobucket.com/albums/ae17/galeria-saga-andromeda/?action=view¤t=505_cap000.jpg




V – 05 - THE ESCATHOLOGY OF OUR PRESENT
A ESCATOLOGIA DO NOSSO PRESENTE

História original de Larry Barber e Paul Barber


“Segredos oficiais guardam boas mentiras revolvendo-se em cada boca.”

Alto Senador Bonn
15º Congresso de Tal - CY 3343


Dylan e Beka iam a bordo da Maru, transportando uma carga de equipamentos importantes para a recuperação de Andromeda. O DJ de Seefra, uma figura misteriosa e encapuzada de nome Virgil Vox, filosofava sobre a morte do sol, quando a IA da pequena nave detectou quatro naves que vinham direto para atacá-los. Ao que parecia, Beka havia deixado de pagar aos criminosos locais a taxa para que lhe permitissem circular pelo setor, e eles vieram cobrar. Enquanto preparavam a abordagem, Vox falava sobre “alguém que lutava sua boa luta”, certamente referindo-se a Beka e seus “amigos”, e dedicava uma canção para ela.
Assim que a música começou a tocar, Beka lembrou-se vagamente da melodia, mas sua memória falhou acerca da origem. O cantor falava de um certo segredo, e de um velho homem que entoava uma canção junto ao túmulo de sua filha.
As naves atacantes abriram fogo. Beka ziguezagueou entre os anéis do planeta, e Dylan, vendo que não conseguiriam despistar os perseguidores, não teve escolha senão ejetar a preciosa carga ... e os atacantes acabaram colidindo com a mesma, explodindo.
No dia seguinte, Rhade, Trance e Doyle juntaram-se a eles na taverna, enquanto Harper lhes servia uns drinks. Eles conversavam sobre o tal “segredo” e a estranha canção, que Dylan reconheceu como Vedran. E que parecia vir de uma cidade do outro lado do planeta, chamada Boyagen. Beka também ficou um tanto perturbada, porque seu pai costumava cantá-la para ela, muitos anos atrás ...
A tal cidade era uma espécie de sociedade fechada, que vivia uma paranóia por causa dos contínuos desaparecimentos. Eles não gostavam muito de intrusos, e Beka concordava em que deviam ir lá juntos, assim poderiam estar mais seguros.
Na manhã seguinte, bem cedo, eles foram até próximo da cidade, e ela os esperou enquanto iam lá.
Dylan e os outros se aproximaram do local mencionado na música de Vox, o “Muro das Memórias”. Era um lugar de reverência, com imagens holográficas de pessoas desaparecidas, que pareciam contar sua história. Enquanto eles assistiam de seu esconderijo nas sombras, um homem velho, chamado Avineri, aproximou-se do holograma de uma garotinha, afagando-lhe os cabelos, e cantou a mesma canção que Vox reproduzira para Beka. Entretando, eles foram descobertos pelos sentinelas e perseguidos pelo vilarejo afora. Doyle e Rhade conseguiram derrubar dois deles e fugir com alguns pertences deles.
De volta à taverna, eles assistiram o vídeo que Rhade havia tirado do homem. A julgar pela idade que a criança teria agora e pelo que Vox dissera, Trance sugeriu que Beka pudesse se passar por sua filha Malla. Beka decidiu que poderia ser sua oportunidade de livrar-se do problema em que estava. E logo apareceu o “chefe” de Beka, um bandido chamado R. Barton, que matou ali mesmo um homem que havia violado as leis acerca da tecnologia. Em seguida, caminhou direto para a mesa onde eles estavam e acusou Dylan e seus amigos do mesmo “crime”. Porém, ofereceu esquecer-se disso em troca da metade que conseguissem decifrando o segredo de Vox. Beka recusou, e quando Dylan também não concordou, Barton e seus capangas os atacaram, e instalou-se uma pancadaria geral na taverna. Apenas Beka ficou de fora, para não piorar sua já abalada relação com os bandidos. Foi então que Harper deu um tiro para o alto, para parar com toda aquela confusão. Barton ficou impressionado com a força de Dylan e Rhade, e ofereceu-lhes emprego, mas eles o agarraram e o atiraram para fora do estabelecimento. Aquele sujeito irou Dylan a tal ponto, que ele decidiu ajudar Beka a descobrir o tal segredo, e resolveu acompanhá-la e a Rhade de volta a Boyagen.
Quando chegaram à periferia da cidade, Dylan e Rhade montaram um holograma de um asteróide caindo na área, e Beka simulou ter acabado de chegar com a colisão. Ela se disfarçou e misturou-se à multidão, espalhando que se chamava Malla e devia ser levada ao Muro. Não demorou muito, e Avineri apareceu e aproximou-se dela. Ele não acreditava muito no que via, até que Beka jogou os cabelos para trás, um gesto típico de sua filha. E abraçou-a, surpreendendo-a com sua manifestação de emoção. Ela retribuiu o abraço, e ele a levou para sua casa. Ali, conversaram sobre o passado, e concentraram-se no presente e principalmente no futuro de ambos.
Nenhum dos desaparecidos havia jamais retornado até aquele momento, e ele ficou esperançoso de que, daquela vez, mesmo correndo risco, ele conseguiria sair dali. Ele a levou de volta para o Muro, e passaram por uma divisória holográfica, indo parar ... no estúdio de Virgil Vox!
Havia diversos cristais de energia ali, programados para levar a voz do DJ a todos os lugares, quando acionados por leitores específicos. Avineri deu a Beka um cristal especial, que tirou de seu bolso, codificado com uma mensagem de Vox. Ele então a levou a uma espécie de câmara, colocou-a lá, e fechou. Ela então teve acesso ao segredo.
Ela estava caminhando numa versão de realidade virtual de Boyagen, com a voz de Vox guiando-a para o Muro, onde a imagem dos sóis gêmeos aparecia. A voz dele explicou como os Vedrans vieram para ali e como haviam construído aquele sistema e seus sóis, isolando-o intencionalmente da onda de violência que assolava o resto do Universo. Mas suas maneiras pacíficas se deterioraram com o tempo, e depois de muita luta, a maioria abandonou o sistema, fechando-o para quase toda tentativa de entrada ou saída, e incutindo nos habitantes o temor da tecnologia que poderia libertá-los. A voz de Vox lhe disse ainda para buscar um artefato denominado “Placa de Methus”, com inscrições azuis dos sóis gêmeos. A cena então se desvaneceu, deixando-a sozinha na câmara. Ela chamou, mas Avineri tinha ido embora.
Eles foram seguidos por Barton, e Avineri teve tempo apenas para trancá-la dentro da câmara, antes de ser levado. Ela conseguiu escapar por uma saída de emergência, para um sistema de cavernas no subsolo da cidade, enquanto Barton torturava Avineri para que contasse sobre ela e Vox. Beka chegou à casa saqueada de Avineri no dia seguinte, para encontrar Dylan e Rhade esperando por ela. Ela lhes contou o segredo de Vox, e Dylan conseguiu montar uma armadilha para pegar Barton.
Eles se encontraram no Muro, para onde Beka viu que levaram Avineri, mas ele não lhes dissera uma palavra. Barton ameaçou sua vida a menos que Beka lhe contasse o segredo. Ela concordou em trocar a si mesma pela vida de Avineri. Eles caminharam um na direção do outro e se abraçaram no meio da sala, quando Dylan rejeitou o acordo e atirou em Barton, ferindo-o. Então, ordenou a Barton e seus capangas que sumissem dali, mas eles sacaram as armas, apenas para ser alvejados por Dylan e Rhade.
Beka levou Avineri para casa e tratou dos ferimentos dele. Eles conversaram, ele com a cabeça apoiada no colo dela, e ela lhe disse que na verdade não era sua filha. Pouco importava, pois confiaram um no outro. Ele a instruiu para colocar a mão na parede e falar seu nome verdadeiro. Por duas vezes, ela disse, mas sem resultado. Quando ela falou o nome de Malla-Propina, a parede se abriu revelando a Placa Methus. Ele não sabia como usá-la, apenas que se encarregava de passá-la para ela. Quando ela perguntou sobre o valor, Avineri já estava morto.
De volta à Andromeda, a tripulação examinou a placa, pensando em por que Beka fora escolhida. Apenas Trance tinha uma hipótese que ninguém entendeu ... de que Beka “nascera ali, e em toda parte”.
Mais tarde, Dylan procedia aos reparos em Andromeda, já que era melhor do que ficar ouvindo as balelas de Vox.
Então, em plena escuridão de um certo recinto, surgiu a silhueta nebulosa de uma mulher que falava com a voz distorcida por equipamentos eletrônicos, como a concluir a lengalenga de Vox ...


Última edição por Myriam Castro em Qua Dez 15, 2010 7:45 pm, editado 1 vez(es)

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - V-05 - The Escathology of Our Present

Mensagem  Myriam Castro em Sex Mar 26, 2010 6:31 pm

Bem ...
Eu achei esse episódio bem estranho, no início até um pouco confuso.
Mas, o pai de Beka não era Ignatius Valentine, um conhecido contrabandista interplanetário ...?
Acho que aquele velhote estava mesmo perturbado, ao confundir Beka com sua filha desaparecida.

A parte mais intrigante, contudo, ficou por conta daquela estranha figura encapuzada a quem chamavam Virgil Vox, e cuja voz parecia alcançar todo o sistema Seefra.
Querem saber ...? Acho que era o Abismo. E o mais intrigante, era que a tal figura tinha uma aparência um tanto delicada, como se fosse uma mulher ...

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - V-05 - The Escathology of Our Present

Mensagem  mara em Sex Mar 26, 2010 7:23 pm

Bom, Myriam, se a gente pensar em termos de possibilidades quânticas, Beka é a filha do homem também...por que não?
E o Abismo já se insinuava mais diretamente na figura de Virgil, outra possibilidade de Trance... incrível, não?
...eu amo Andrômeda!
Valeu, querida, um lindo episódio com um ótimo ator de Stargate... as séries pareciam irmãs, uma ajudando a outra.

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA - V-05 - The Escathology of Our Present

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 11:46 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum