A SAGA: IV-16 - Lost in a Space That Isn't There

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A SAGA: IV-16 - Lost in a Space That Isn't There

Mensagem  Myriam Castro em Sex Jan 08, 2010 10:32 pm




74 capturas lindas começando aqui:

http://s953.photobucket.com/albums/ae17/galeria-saga-andromeda/?action=view&current=416_cap000.jpg

IV – 16 - LOST IN A SPACE THAT ISN’T THERE
PERDIDA EM UM ESPAÇO QUE NÃO EXISTE

História original de Naomi Jansen, Paul Barber & Larry Barber

“Lance seu olhar sobre o mutante,
Então olhe para a origem da mudança ...
Talvez ela esteja no olhar.”

Luna – Catálogo de Companheiros
CY 302


Ao sair para o espaço normal, a Andromeda escaneou os arredores. Nada.
Dylan e sua equipe já estavam ficando cansados de ser constantemente perseguidos por caçadores de recompensas. E mais ...
A freqüência dos ataques estava estranhamente correlacionada com alguns eventos a bordo, o que fez Dylan pensar que talvez houvesse um espião entre ales. Ele chamou Rommie para conversar com ele em particular.
Passaram então a analisar algumas informações que estavam gravadas, e que registravam as reações orgânicas de todos a bordo, desde os encarregados de reparos lá embaixo, no último convés, até o próprio Dylan. E então, de repente, descobriram algo que os intrigou, e ao mesmo tempo encheu-os de pesar.
Rhade tinha ido até a Maru, para atender ao chamado de Harper, e encontrou, e a Trance, preparando uma festa-surpresa para Beka – não era aniversário dela, mas do dia em que seu pai lhe passara a nave às mãos. Beka andava um tanto triste e meio nervosa ultimamente, e eles queriam ver se conseguiam animá-la um pouco.
Mas, ao mesmo tempo em que Beka chegou, e de fato ficou agradavelmente surpresa com o que seus amigos haviam feito, surgiu Dylan, com uma expressão sombria no rosto, e a chamou com uma voz velada, pedindo que o acompanhasse. Ela perguntou por que, e o Capitão disse que estava investigando um certo problema (não quis dar maiores detalhes), e precisava interrogá-la. Ela, chocada, resistiu, e investiu contra ele de arma na mão, mas foi detida por Rommie, que a colocou fora de combate.
No Deck Médico, Trance e Rommie procederam a uma série de exames, incluindo uma tomografia no Sistema Nervoso de Beka, buscando eventuais nanorrobôs que pudessem ter sido implantados nela com a finalidade de espionagem.
Tudo parecia bem até um determinado ponto, quando Rommie detectou um corpo estranho bem no fundo do setor cerebral responsável pelo comportamento, que parecia pulsar com uma luz fantasmagórica. E lá, nas leituras dos instrumentos, estavam os vestígios de um certo grupo de isótopos recombinantes, que eram traços típicos do ... Abismo!
Beka fora infectada.
Mas como? E quando? ... Dylan lembrou-se da viagem interdimensional pela Rota das Eras, e do fato de Beka ter entrado em contato com Tyr Anasazi pouco antes da travessia e ficado com ele em seu quartel-general por algumas horas. Seria tempo suficiente para que o malévolo Nietzschean implantasse algum “grampo” nela.
Dylan se sentiu culpado, pois, como disse, era o Capitão daquela nave, e as vidas de todos a bordo eram sua responsabilidade. Ele determinou que retirassem aquela coisa do cérebro de Beka imediatamente.
Infelizmente não era tão fácil ...
Trance então teve uma idéia: colocar Beka em estado de hibernação, baixando sua temperatura corporal até que estivesse tão baixa, que ela pareceria “morta”. Assim, o Abismo, convencido da morte, seria forçado a deixá-la, e eles poderiam encarcerá-lo num determinado setor da interface, de onde facilmente o tirariam.
Rhade achava arriscado, e perguntou quem seria a “isca” para entrar na interface e atrairia o Abismo para longe de Beka. Dylan respondeu que ele mesmo iria e atrairia a entidade, isolando-a numa matriz de segurança máxima. Afinal, ele sabia que o Abismo queria a ele próprio, e não a Beka.
Eles então prepararam tudo, e Trance e Rommie passaram a monitorar as funções vitais de Dylan enquanto estivesse conectado, pois havia o risco do Abismo atingi-lo e até mesmo matá-lo.
Transportado para a interface virtual da mente de Beka, cujo corpo se encontrava numa espécie de coma induzido, Dylan caminhou por corredores sombrios, que através dele estavam correlacionados com a própria Andromeda, e a encontrou numa sala envolta em uma névoa fina. Beka olhou para ele e disse que estava com frio, e ele a pegou pela mão e a conduziu devagar para fora. Ao se aproximar da saída, ela recuou de repente, e seus olhos se tornaram totalmente negros. Com uma voz que não era a dela, e sim da entidade que dominava seu subconsciente, ela se colocou em posição de combate, e empunhando uma lança de força, expandiu-a a avançou. Dylan foi obrigado a estender sua própria arma, e eles começaram a lutar como se fossem inimigos mortais.
Trance e Rommie viram os monitores ligados a Dylan dar o alarme, os sinais vitais dele atingindo níveis perigosamente altos. Ele estava semiconsciente, e moveu a cabeça de um lado para outro, a expressão do rosto se tornando tensa, a respiração acelerada. Trance o chamou, avisando-o do perigo e instando para que saísse de lá, e a voz dele, vinda da interface, respondia que não podia sair enquanto Beka não estivesse livre daquela coisa.
Dylan se desviava das investidas de Beka com agilidade, até que, dando um golpe rápido, atingiu Beka no pescoço. A cabeça dela pareceu cair, e um facho de luz vermelha saiu de seu corpo e correu pela “parede” até o setor que haviam preparado. Dylan o trancou lá, e passou a chamar Beka. Ele despertou do “transe”, e foi para junto dela. Continuou a chamá-la, enquanto Trance revertia a aparelhagem de animação suspensa ... até que ela arfou. Sua temperatura foi se elevando aos poucos, até chegar aos níveis normais.
Então, de repente, Rommie “apagou”. O Abismo havia drenado sua energia, e ela parecia estar com os sistemas em colapso. Até que a avatar chegou a pronunciar algumas palavras sinistras, indicando que a entidade entrara nos sistemas da nave!
Trance então se ofereceu para ir lá, e Dylan, preocupado, disse para ela ter cuidado.
Ela chegou à interface, e foi direto à procura do Abismo, chamando-o em voz alta, até que o viu. Então, desafiou-o a vir apanhá-la. Ele investiu, e quando saltou sobre ela, ela se transfigurou em uma estrela e o envolveu, neutralizando-o.
No mesmo instante, Rommie voltou a funcionar.
Mais tarde, Dylan deu as boas-vindas a Beka, que também estava feliz por se ver livre daquela “opressão” que a vinha incomodando ultimamente. Ele lhe disse que ela estava ainda mais bonita do que antes, e ela, sorrindo, disse: “Vamos em frente, Capitão!”
Os olhos de Dylan brilharam. Era a primeira vez, desde que a conhecera, que ela o chamava de “Capitão”.

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA: IV-16 - Lost in a Space That Isn't There

Mensagem  Myriam Castro em Sex Jan 08, 2010 10:38 pm

A descoberta de que o Abismo havia-se infiltrado a bordo da Andromeda - dentro da consciência de Beka - deixou Dylan bastante apreensivo.
Ele temia pela vida de Beka. E expressou claramente sua aflição.
O duelo entre ele e Beka com lanças de força, na interface, foi surreal ...
E a expressão deliciada do olhar dele quando Beka, finalmente, depois de todo aquele tempo convivendo com ele, chamou-o de "Capitão", foi imperdível! ...

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA: IV-16 - Lost in a Space That Isn't There

Mensagem  mara em Sab Jan 09, 2010 9:26 am

Que episódio legal! Além do que você disse Myriam, foi lindo o cuidado dos amigos, a forma como se sentavam ao lado do leito dela e lhe contavam estórias sobre eles e ela.
Trance e Dylan se arriscaram ao máximo para salvá-la do intruso.
Linda a forma como Dylan olha pra ela, sentado ao seu lado e esperando.
Lindo, querida!


Última edição por mara em Dom Jan 10, 2010 10:31 am, editado 1 vez(es)

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA: IV-16 - Lost in a Space That Isn't There

Mensagem  Myriam Castro em Dom Jan 10, 2010 9:40 am

Bigada!
E, como sempre, você deu um show na colagem, Mara! Linda!

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA: IV-16 - Lost in a Space That Isn't There

Mensagem  mara em Dom Jan 10, 2010 5:05 pm


_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA: IV-16 - Lost in a Space That Isn't There

Mensagem  Myriam Castro em Qua Jan 20, 2010 6:05 pm

E outros momentos interessantes:

Beka tinha se retirado da Ponte, dizendo que podia descansar e que ia tomar um banho.
Então, passados alguns segundos, Rhade perguntou a Dylan se podia cancelar o alerta vermelho. Dylan suspirou, e deu a ordem para cancelar. O jovem Nietzschean acrescentou:
"É ... acho que está mesmo na hora de tomar aquele banho ... (aí, todos na Ponte olharam ao mesmo tempo para ele, Dylan com um olhar mais demorado ...) sozinho!"

Dylan foi até à Maru, em companhia de Rommie, onde os outros estavam com Beka e tinham acabado de surpreendê-la com uma festa.
O olhar dele era ao mesmo tempo severo, pesaroso e triste, pois acabara de descobrir que o sinal enviado para as naves dos caçadores de recompensas tinha partido ... da própria Beka!
Ele não queria crer no impensável ... seria Beka uma traidora ...?

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA: IV-16 - Lost in a Space That Isn't There

Mensagem  mara em Qui Jan 21, 2010 7:13 am

Esse foi mesmo um momento muito triste... Dylan sabia que algo estava muito errado, que não era Beka a traidora, mas uma força maligna maior do que ela.

_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA: IV-16 - Lost in a Space That Isn't There

Mensagem  Convidad em Qui Jan 21, 2010 12:09 pm

Para as duas! Obrigada pelo belo ttabalho!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA: IV-16 - Lost in a Space That Isn't There

Mensagem  mara em Qui Jan 21, 2010 9:06 pm


_________________
No one should never give up, ever! Do what makes you happy, what you are passionate about!

mara

Número de Mensagens : 18928
Location : São Paulo, Brasil
Data de inscrição : 02/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA: IV-16 - Lost in a Space That Isn't There

Mensagem  Myriam Castro em Sex Jan 22, 2010 5:23 pm

Bigada!!!!

_________________
"Não é assim que as pessoas que se amam fazem ?"(Dylan Hunt)

Myriam Castro

Número de Mensagens : 4767
Idade : 56
Location : Minas Gerais - Brasil
Data de inscrição : 22/11/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A SAGA: IV-16 - Lost in a Space That Isn't There

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 11:21 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum